Outubro 17, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Supremo Tribunal Federal do Brasil confirmou vacina de viagem para o Rio

Postado em: Mudado:

Rio de Janeiro (AFP)

O Supremo Tribunal Federal manteve a exigência de que qualquer pessoa que acesse os pontos turísticos do Rio de Janeiro tenha um certificado de vacina Covit-19, a partir de sexta-feira.

O mandato também se aplica ao acesso a outros espaços públicos, como teatros, teatros, ginásios, museus, pavilhões desportivos e salas de conferências – mas não a restaurantes, bares ou centros comerciais.

Os visitantes estrangeiros estão autorizados a emitir um passe de saúde internacional.

Um juiz de primeira instância rejeitou a medida, chamando-a de “ditadura da saúde”.

Mas o juiz do Supremo Tribunal Federal, Louis Fox, anulou a decisão na quinta-feira à noite, argumentando que os esforços para combater a epidemia, como o Health Pass, são de responsabilidade do prefeito.

“Esta é uma cidade turística que quer comemorar o Ano Novo, a festa e o verão com seus hotéis”, disse o prefeito Eduardo Pius, que saudou a decisão do tribunal.

“Na segunda quinzena de novembro, quase 100% (moradores do Rio) vão tomar a segunda dose … Gostaríamos de dizer ao turista responsável que foi vacinado com passaporte: ‘Venha sem se preocupar’.

Aos que não foram vacinados, Pio entregou um recado contundente: “Por favor, não venha, não será bem recebido no Rio de Janeiro”.

A cidade de 6,8 milhões de habitantes viu recentemente um aumento na infecção do vírus corona devido às suas belas praias e vistas deslumbrantes da variação do delta.

O Rio aposta em uma vacina abrangente para trazer de volta eventos queridos como o festival anual, o maior festival do mundo a ser cancelado este ano devido a uma epidemia.

O Brasil, com uma população de 213 milhões, registrou quase 600.000 mortes de Covid-19, perdendo apenas para os Estados Unidos.

READ  Taiwan facilita as regras de isolamento para visitantes do Peru, Bangladesh e Brasil

O Rio tem uma taxa de mortalidade por vírus corona de 439 por 100.000 pessoas – muito maior do que a média nacional de 280.

O Brasil começou tarde com a vacina do vírus corona, mas agora é o quarto país com maior dose.

Quase dois terços da população recebeu pelo menos uma vacina e 35% estão totalmente vacinados. No Rio, esse número chega a quase 50%.