Outubro 17, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Projeto GNA I de combustível GNL de US $ 1 bilhão do Brasil recebe luz verde para operação comercial

PEQUIM, 17 de setembro (Reuters) – As autoridades brasileiras aprovaram a primeira fase de operação comercial da usina a gás Gas Natural AQ (GNA), estatal chinesa de investimentos (CPWRI.UL) (SPIC), disse nesta sexta-feira.

A primeira fase do projeto, localizada no Rio de Janeiro, no Porto do Acre, conhecido como GNA I, tem um investimento total de R $ 1 bilhão e 1,338 gigawatts (GW) de capacidade instalada de geração de energia, que pode abastecer 6 milhões de residências

A construção da segunda fase do projeto, com capacidade instalada de 1.681 GW, está prevista para começar em novembro, com a SBIIC anunciando que o projeto se tornará a maior usina de gás natural liquefeito (GNL) da América Latina. Relatório

O projeto foi co-criado pela PPL (PPL), Siemens (SIEMNS) e Promo Logistics e a joint venture brasileira GNA e China’s Spike, que comprou uma participação de 33% em agosto do ano passado.

A usina terá capacidade para gerar 6,4 GW de eletricidade. Deve ser concluído em quatro fases.

Inclui uma termelétrica GNL-to-Power, um terminal GNL, um FSRU, um navio flutuante capaz de armazenar até 21 milhões de metros cúbicos por dia e uma subestação e linha de transmissão. 48 km

A capacidade controlável de geração de energia da SPIC no Brasil atingiu 2,21 GW quando a GNA I entrou em operação comercial, informou a empresa em um comunicado.

Relatório de Mubert Soo e Shivani Singh Editando Robert Birsal

Nossos padrões: Políticas da Fundação Thomson Reuters.

READ  A polícia descobriu fósseis de répteis voadores excepcionais do Brasil