Novembro 28, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Ex-presidente olímpico brasileiro foi preso sob acusação de corrupção

SÃO PAULO (AP) – Carlos Arthur Nusman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro há mais de duas décadas, foi condenado a 30 anos e 11 meses de prisão por suposta compra de votos para o Rio de Janeiro sediar as Olimpíadas de 2016.

O veredicto do juiz Marcelo Predas foi divulgado quinta-feira.

Nusman, que também presidia o Comitê Organizador Rio 2016, foi considerado culpado de corrupção, organização criminosa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. O executivo de 79 anos não será preso até que todas as suas apelações sejam investigadas.

Ele e seu advogado não comentaram a decisão.

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral, o empresário Arthur Soros e o ex-diretor do Comitê Rio 2016 Leonardo Griner também foram presos. Os investigadores dizem que Nusman e o trio conspiraram para subornar o ex-presidente da Federação Internacional de Atletismo, Lamine Diog e seu filho Papa Diog.

Cabral, que está preso desde 2016 e enfrenta outras sentenças e julgamentos, disse a Pretas que pagou cerca de US $ 2 milhões em troca de seis votos na reunião do Comitê Olímpico Internacional (COI) que deu ao Rio há dois anos. Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Ele disse que o dinheiro veio de um empréstimo que Soros lhe devia.

Cabral, que governou o estado do Rio entre 2003 e 2010, disse que outros US $ 500.000 foram posteriormente dados ao filho de Deak com a intenção de obter mais três votos dos membros do COI.


Diante do Comitê Olímpico Brasileiro e de autoridades internacionais, Nazman está sendo apontado como uma das figuras-chave na promoção e regulamentação do programa criminoso. O juiz também determinou que o administrador esportivo era “a liderança e a ação coordenada de outros agentes, claramente como um líder”, a fim de obter apoio ilegal no COI.

READ  Argentina suspende proibição de habilidade antes da partida de futebol contra o Brasil - MercoPress

O juiz disse que os resultados do julgamento serão enviados às autoridades do Senegal e da França, onde Papa Diak e Lamin Diog residem, respectivamente.

A tentativa do Rio de sediar os Jogos de 2016 venceu Chicago, Tóquio e Madri.

Três dias antes da sessão de 2009 em Copenhague, o jornal francês Le Monde descobriu que membros do COI haviam sido subornados e a investigação começou em 2017 no Brasil, onde foi selecionado para sediar os Jogos do Rio.

___

Mais Jogos Olímpicos AP: https://apnews.com/hub/olympic-games E https://twitter.com/AP_Sports

Mais jogos AP: https://apnews.com/hub/apf-sports E https://twitter.com/AP_Sports