Julho 2, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Desmatamento no Brasil bate recorde de abril

Postado em:

Rio de Janeiro (AFP) – O desmatamento na Amazônia brasileira no mês passado bateu o recorde de abril, destruindo 1.000 quilômetros quadrados da maior floresta tropical do mundo, segundo dados oficiais divulgados na sexta-feira.

Essa conquista – a terceira em quatro meses – é a última estatística ruim sobre a rápida perda da Amazônia sob o presidente Jair Bolsanaro.

Imagens de satélite mostram a área total de 1.012,5 km² de floresta desmatada de 1º a 29 de abril, segundo o INPE, sistema de monitoramento Teter da Agência Espacial Nacional, que ainda não analisou o último dia do mês.

A área, equivalente a 1.400 campos de futebol, é a maior para abril desde que o registro começou em 2015.

O desmatamento é geralmente lento durante os meses chuvosos de abril na Amazônia. O recorde anterior para este mês era de 580 quilômetros quadrados, que foi estabelecido no ano passado – sob Bolsanaro.

“Esse número é muito alto nesta época do ano”, disse Mariana Napolitano, diretora científica do escritório do World Wildlife Fund no Brasil.

“Este é um alerta para a grande pressão da floresta.”

Especialistas alertam que o Brasil será desmatado pelo quarto ano consecutivo após bater recordes mensais em janeiro e fevereiro.

Desde que Paulsonaro assumiu o cargo em 2019, o desmatamento médio anual na Amazônia brasileira aumentou mais de 75% em relação à década anterior, cobrindo aproximadamente a área do Catar.

“O governo Polsanaro promove o desmatamento e o crime ambiental, e estamos colhendo esses números horríveis, assustadores e provocativos”, disse à AFP Marcio Astrini, chefe do Monitor do Clima, uma coalizão de grupos ambientalistas.

O presidente de extrema-direita, aliado do poderoso setor do agronegócio, foi acusado de causar estragos e enfrentar condenação internacional pelos danos na Amazônia.

READ  Polla mostra que Lula tem uma vantagem mais forte do que Bolzano na corrida Brasil de 2022

Na semana passada, o ator e ativista ambiental Leonardo DiCaprio pediu aos jovens brasileiros que votem nas eleições de outubro em que Bolzano concorrerá novamente.

“O Brasil abriga a Amazônia e outros ecossistemas importantes para as mudanças climáticas”, tuitou.

“O que está acontecendo lá é importante para todos nós e é importante que os jovens votem para impulsionar a mudança.”

“Obrigado pelo seu apoio, Léo!” Bolzano retaliou zombeteiramente.