Agosto 16, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Bolzano do Brasil deve anunciar um ex-ministro da Defesa como co-presidente

O presidente brasileiro Jair Bolsanaro pede ao ministro da Defesa brasileiro Walter Sosa Praga Neto durante uma cerimônia militar para a promoção de sargentos da Força Aérea Brasileira em Brasília. REUTERS / Adriano Machado

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

SÃO PAULO, 26 Jun (Reuters) – O presidente brasileiro, Jair Bolzano, anunciará neste domingo que anunciará o ex-ministro da Defesa Walter Praga da Otan como seu próximo candidato nas eleições nos próximos dias.

Bolzano assumirá o cargo para um segundo mandato em outubro, mas atualmente está atrás do ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva nas pesquisas de opinião.

Praga Neto, general aposentado do Exército, atuou anteriormente como chefe de gabinete de Paulsonaro de fevereiro de 2020 a março de 2021, quando assumiu o cargo de ministro da Defesa – deixando o cargo no início deste ano.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

“Ele é algo que admiro muito e, se formos reeleitos, ajudará muito o Brasil nos próximos anos”, disse Bolzano em entrevista ao ar no YouTube.

A deputada de Paulsonaro, Theresa Christina Diaz, também apontou o ex-ministro da Agricultura como um potencial aliado. O líder de extrema-direita a chamou de “o melhor nome”, mas observou que havia espaço para “o único” candidato a vice-presidente em sua chapa.

O atual vice-presidente, Hamilton Mauro, também é ex-general e deve concorrer ao Senado para representar o estado do Rio Grande do Sul após divergências de alto nível entre ele e Bolsanaro.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

READ  Turismo do Brasil relata aumento do acesso aéreo

Reportagem de Gabriel Arrojo e Alexandre Caverni; Edição por Christopher Cushing

Nossos padrões: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.