Setembro 27, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Alerta epidemiológico: Mucormicose Relacionada a COVID-19 – Brasil

Devido ao aumento da incidência de casos de micose relacionada a COVID-19 (CAM) nos Estados Unidos, a Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial da Saúde (OPAS / OMS) recomenda que os Estados membros preparem serviços de saúde para reduzir a morbidade e mortalidade. Devido ao CAM.

Introdução

Nos últimos meses, houve um aumento na incidência de micomicose associada a COVID-19 (CAM) em pessoas com doenças básicas, como diabetes mellitus (TM), cetoacidose diabética ou esteróides. Nesses pacientes, a manifestação clínica mais comum é a micose rinoceronte orbital, seguida por micose rino-orbital-cerebral, que é vista como uma infecção secundária e ocorre após a infecção por SARS CoV-2.

Em todo o mundo, a Índia tem o maior número de casos relatados, com uma estimativa de 4.000 pessoas com CAM.

Um estudo multicêntrico retroativo conduzido na Índia de setembro a dezembro de 2020 descobriu que 187 (65,2%) dos 287 pacientes com micose tinham CAM; A incidência é de 0,27% em pacientes hospitalizados com COVID-19. O período em estudo mostrou um aumento de 2,1 vezes na micomicose em comparação com o mesmo período em 2019.

Dos 187 pacientes com CAM, 80,2% eram homens, 32,6% tinham apenas COVID-19 como doença de base, 78,7% foram tratados com glicocorticosteroides para COVID-19, 60,4% eram diabéticos, 62,6% eram rinoceronte-mucossomo orbital. 5, e% tinha micose rinoceronte orbital-cerebral.

Além disso, foram relatados casos no Brasil, Chile, Honduras, México, Paraguai, Estados Unidos, Uruguai, Itália e Reino Unido.

READ  Não foi a lugar nenhum: 'refugiados' do governo brasileiro lutam após expulsão | Notícias de infecção por vírus Corona