Maio 24, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Congestionamento afeta portos brasileiros

Congestionamento afeta portos brasileiros

O Brasil é o maior país do mundo Exportador de grãos24% das exportações mundiais em 2022, e o congestionamento aumentou este ano devido às colheitas pesadas e aos baixos níveis de água no rio Amazonas.

“Devido à alta produtividade e aos baixos níveis de água no rio Amazonas, o congestionamento de navios que transportam cargas de grãos aumentou nos portos brasileiros este ano. Entre janeiro e novembro, o tempo médio de espera atingiu 15 dias, acima da média de nove dias entre 2018 e 2022 e superior à média global de cinco dias para carregamento de grãos em 2023”, afirma. Philip Govea é inspetor de embarque na PIMCO.

O Brasil é o maior exportador mundial de grãos, respondendo por 24% das exportações mundiais em 2022. Exportações aumentam após lançamento Soja durante a colheita em março e a colheita de milho no verão. O congestionamento é geralmente maior durante os picos de volume de exportação.

Segundo a Associação Brasileira dos Exportadores de Grãos, ANEC, este ano o congestionamento foi elevado devido à grande colheita de grãos. Durante os meses de colheita, os stocks eram insuficientes, levando os agricultores a aumentar rapidamente as exportações, sobrecarregando os portos. O congestionamento piorou desde setembro, à medida que os baixos níveis de água na Amazônia atrapalharam o transporte marítimo no norte. Nos próximos anos, o congestionamento será um problema, uma vez que se espera que as exportações de grãos do Brasil permaneçam fortes.

“O alto congestionamento no Brasil destaca a necessidade de gerenciar melhor as chegadas de navios. Tempo certo Se forem adotados sistemas, os tempos de espera diminuirão e poderão ser alcançadas grandes poupanças nos custos de abastecimento e nas emissões de carbono”, afirma Gouveia.

READ  Supremo Tribunal do Brasil vai ouvir bloqueio da Copa América | Notícias

Atualmente, os navios só podem juntar-se às fileiras na chegada, forçando-os a viajar em velocidades regulares, apesar do congestionamento. Se os navios puderem entrar na fila antes da chegada, eles poderão escolher uma velocidade de navegação mais lenta e reduzir seu tamanho, economizando combustível considerável. Emissões de carbono.

As chegadas virtuais são uma solução para navios que chegam aos portos com atrasos conhecidos. Isso permite que os navios ajustem sua velocidade durante a viagem e cheguem ao porto a tempo. Se a embarcação continuar na velocidade original, ela “quase chegará” no horário programado, e atrasos ou outras taxas de detenção serão ajustadas de acordo. Pontualidade envolve planejamento e coordenação precisos para garantir que um navio chegue ao porto exatamente quando for necessário.

“Embora o caso do Brasil sério, que destaca um problema mundial. Como os navios viajam a velocidades normais, emitindo carbono desnecessário, a prática de esperar no trânsito é inerentemente um desperdício. “Os portos precisam colaborar com outros membros da cadeia de abastecimento e continuar a implementar novas séries de soluções para ajudar a descarbonizar a indústria naval”, afirma Gouveia.