Maio 24, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

5 gêneros de música redesenhados no Brasil

Não há limites para a criatividade quando o assunto é música – especialmente em países grandes e diversos como o Brasil. Além da variedade de gêneros musicais nascidos no país, a música brasileira é influenciada por muitos gêneros musicais estrangeiros. Essas variedades são reconsideradas no Brasil e muitas vezes combinadas com variedades locais.

Enquanto um intercâmbio cultural tão intenso é um sinal de globalização digital e não pode ser creditado em um só lugar, o Brasil tem suas próprias razões para absorver música estrangeira, boa e ruim. Um deles é a história da colonização do país, da imigração e do tráfico de escravos africanos (a cultura africana é a base das expressões e gêneros culturais mais expressivos do Brasil, como o samba. Impressão)

Outro motivo é o vasto território do país e suas fronteiras com países sul-americanos. Por exemplo, na década de 1960, as pessoas nos estados brasileiros do Pará e Amba achavam mais fácil compor músicas para estações de rádio da Guiana e do Suriname do que no Brasil, o que levou ao influxo de gêneros afro-caribenhos como Soka e Chok. Regiões.

Não há como negar que a música brasileira deve muito às culturas estrangeiras, principalmente de outros países latino-americanos. Vejamos cinco tipos de música que tomaram um rumo diferente quando reinterpretados por músicos brasileiros.

Funk

Aparência: EUA, meados da década de 1960

Consumo brasileiro: Funk Brasileiro (Karaokê Funk, Balista Funk, Breca Funk)

Embora o rótulo “bail funk” (funk brasileiro conhecido no exterior) esteja associado ao funk americano, o funk brasileiro não é um gênero popular. Por James Brown. Tudo começou quando DJs da periferia do Rio de Janeiro organizaram festas de funk americano. Mas essas festas se desenvolvem em um tipo diferente de berço: funk karaokê (que significa “funk do Rio de Janeiro”). O ponto de virada do DJ Marlborough Funk Brasil (1989) – A adição de bateria eletrônica cria um novo som para o funk. As bases do Funk Karaoke passarão por muitas mudanças. Uma vez Inspirado no Freestyle Americano e no Miami BossEsse tipo recebeu a marca brasileira nos anos 2000 com a criação da batida “”.Tambor grande”(Que liga o Miami Bass ao ritmo do samba).

READ  COP26: O Brasil pode manter conversações sobre o clima pelo terceiro ano consecutivo?


Enquanto isso, em São Paulo, foi criado um funk diferente, também conhecido como “”.Funk Balista”(“Funk de São Paulo”). Em Bernambuco, esse gênero foi criado em conjunto com a música brega”.Tira Funk. ”Por novas variantes, como Pequeno passo E Funk de 150 ppmE nomes como Anita, Ludmilla, MC FiotiE MC JackAo cruzar as fronteiras do Brasil o funk brasileiro continua mudando.

Pachatta

Aparência: República Dominicana, final dos anos 1960

Consumo brasileiro: Nativo de Bachatta, Arrocha

Foi apenas uma questão de tempo até que a estrela da música de Cerdano, Gustavo Lima, começasse a criar pachadas, até que esse gênero se tornasse uma sensação em outras obras de Cerdano. O gênero romântico dominicano foi adotado sem muitas modificações pelo Certanejo brasileiro. “Certanojo Pachatta”, criado por artistas como Lima, ao mesmo tempo que tem o estilo de canto dramático de Cerdanejo (em oposição às vozes suaves de estrelas de Pachatta como Romeo Santos) Luan SantanaE Henrique e Juliano O mesmo vale para batidas e guitarras originais. Lima recebeu um certificado de mérito do Embaixador do Brasil na República Dominicana por promover o gênero.Trabalhei com essas estrelas de pachatta Príncipe Royce.

Mas, em 2019, antes de Pachatta capturar o Serdanejo, poderia compartilhar outra conexão com a música brasileira. Considerado o precursor do gênero Arocha,” Espécie nascida na Bahia nos anos 2000, seu sulco e curva são semelhantes aos da pachatta.

Alcorão

Aparência: Paraguai, década de 1920

Consumo brasileiro: Compatriota, Moda Viola

Os países vizinhos Brasil e Paraguai compartilham Passado hostil, Mas não há dúvida de que a música paraguaia deixou sua marca no Brasil. O tipo de guarania criado pelo compositor paraguaio José Asunciோன்n Flores influenciou o cerdanejo brasileiro, o que foi suficiente para abrir as portas para muitos atos e canções cerdanejos. Composto de flúor “Índia“Ambos fizeram grande sucesso no Brasil com uma capa Cascadinha e Inhana Em 1955. Mas com o “Nouveau de Lacrimas” de Fafa de Belém (1989), a releitura de Cordano da música do Guarania reduziu seu folclore e ganhou espaço nas grandes rádios e na televisão.

READ  CS Brazil Hydras Ethanol X-Mill e preços da bomba atingem pico recorde

Desde então, muitas das canções do cânone de Certano são corânicas: “Clube Azul,””Vá para o inferno por seu amor“E”Fluxo”(Capa de Mauricio Cardoso OcampoCallobera“). O ramo Cerdanezo, derivado do Guarania, ficou conhecido como “Mota de Viola” porque se expandiu para incluir muitas variações e elementos musicais.

Calipso

Aparência: Trinidad e Tobago, século XVIII

Consumo brasileiro: Brega Calipso

Calypso é um gênero afro-caribenho derivado de canções folclóricas de Trinidad. Não é o objetivo do rei E Luís Fonseca. No entanto, se você procurar por “calypso” no Youtube, verá um vídeo do show ao vivo da Banda Calypso do Brasil. A Banda Calypso, ex-casal com Zolma e Simbinha, levou a variedade local da província de Bara, no norte do Brasil, e causou alvoroço em todo o país no início dos anos 2000.

Brega calypso é uma das muitas variedades de Brega no estado do Pará. Não lembra muito o calipso original, mas está associado a outras variedades da América Central e da Guiana, como Gumbia, Soka e Sook. O Brega Calypso é na verdade o resultado de uma mistura selvagem: o sistema de bateria vem do rock e do rockbilly nos anos 1960; O estilo de tocar guitarra lembra o rock progressivo dos anos 1970; Os chifres vêm de variedades caribenhas, como salsa e merengue; Muito mais. O Panda Calypso se separou em 2015, mas a influência do Brega Calypso na carreira solo de Joelma e Indica a música de músicas pop como Pablo Witter.

மெரெங்கு

Aparência: República Dominicana, século XIX

Consumo brasileiro: merengue paraense

Em uma das muitas aparições da Banda Calypso no programa de TV Domingoo Faustão No auge de seu sucesso, ele manteve Fostavo Ele pediu aos dançarinos da banda que mostrassem como dançar o merengue. Aqueles familiarizados com o gênero dominicano podem achar estranho o desempenho da banda porque seus movimentos não são como a dança de salão associada ao merengue. No entanto, os dançarinos realmente dançavam no estado do Pará a corrida de merengue conhecida como “farens de merengue” (ou “”.Merengue do Pará“). Merengue Pará é a fusão do Pará com o merengue da República Dominicana Carimbo E outros tipos para-nascidos Provar.

READ  Pressão para reduzir o realismo do Brasil até 2022, disse um funcionário do Zenbank

Como muitas variedades afro-caribenhas, o merengue entrou no Brasil por meio de câmbio no porto próximo à floresta amazônica e estações de rádio estrangeiras acessíveis na região. Esse tipo agrega à identidade brasileira, a cultura caribenha é mais importante que o crédito ao Brasil.