Maio 22, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Vale se une ao Porto de Azzu para produção de aço de baixo carbono

Vale se une ao Porto de Azzu para produção de aço de baixo carbono

Bem, há Um Memorando de Entendimento (MoU) foi assinado Com o Porto de Operações do Açu, complexo portuário de alto mar para avaliar o potencial de desenvolvimento de um mega-hub no Brasil para a descarbonização da indústria siderúrgica.

Em construção em São João da Barra no estado do Rio de Janeiro, O centro está montado Produzir ferro briquetado a quente (HBI) utilizando rota de redução direta.

Inicialmente, o cubo recebe partículas do eixo.

Ambas as partes poderão adicionar uma planta de briquetagem de minério de ferro no local para abastecer a planta HBI.

Pelo acordo, as duas empresas pretendem atrair investidores e clientes para a construção e operação de uma planta de redução direta a partir do gás natural disponível no porto.

Espera-se então que a planta use hidrogênio verde para produzir HBI com zero emissões de carbono.

A previsão é que o complexo seja comissionado no porto em 2028. Terá uma capacidade de produção de 2,5 milhões de toneladas de HBI por ano. relatado Reuterscitando a Brumo Logística, empresa que opera o Porto do Equador.

Diz-se que o HBI é um importante produto siderúrgico intermediário para reduzir as emissões, pois elimina a necessidade do uso de carvão durante a produção de aço.

Marcello Spinelli, vice-presidente da Vale Iron Ore Solutions, disse: “Acreditamos que o Brasil tem muito potencial como centro de produção de aço de baixo carbono. Temos minério de ferro de alta qualidade, reservas abundantes de gás natural e capacidade de produzir hidrogênio verde.

“Como empresa brasileira, a Vale busca parcerias com outras empresas que possam agregar valor a esse processo. Queremos fomentar a ‘neoindustrialização’ no Brasil, uma industrialização de base verde.

READ  Alfândega, evidência entre as prioridades para a cooperação EUA-Brasil