Maio 21, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Câmara Árabe completa 71 anos em transição

Câmara Árabe completa 71 anos em transição

Artigos da ANBA
artios@anba.com.br

Por Osmar Sophie

O Câmara de Comércio Árabe Brasileira (ABCC) completa 71 anos em 2 de julho de 2023, criando inovação variável. Como atual presidente da entidade, tenho orgulho de dizer que a ABCC, fundada em 1952 para aproximar árabes e brasileiros por meio da cooperação comercial e empresarial, segue cumprindo sua missão de formas novas e inovadoras.

A ABCC foi fundada por imigrantes e descendentes de árabes, inclusive minha própria família, na década de 1950, quando teve início o comércio bilateral Brasil-Árabes. Nos tempos atuais, estamos sustentando esta empresa construindo relações comerciais cada vez mais fortes e avançadas com os árabes.

O início desta história de 71 anos é feito de bravuras da época. Foi uma conquista admirável levar empresários brasileiros ao mundo árabe em um grupo empresarial, levando assim empresas brasileiras a feiras no leste do mundo. Não faz muito tempo, o ABCC tornou-se ponto de referência para comerciantes e funcionários aqui e ali nesta rota comercial.

Nessas décadas a ABCC teve inúmeros encontros com autoridades árabes e brasileiras, além de delegações oficiais, participações em feiras, realização de missões empresariais, B2Bs que aproximaram árabes e brasileiros e níveis de presença em todo o Brasil e no mundo árabe para discutir a relevância e o poder dessa relação.

O Brasil e o mundo árabe são estrategicamente sinérgicos, por isso nos firmamos como ABCC. Nossa história demonstrou tal complementaridade. Gostaria de destacar que enquanto o Brasil é uma potência em agricultura e pecuária, os países árabes são eficientes produtores de fertilizantes. Ter esterco árabe aqui significa mais comida para o mundo, e o Brasil é um parceiro idôneo para a segurança alimentar no mundo árabe.

Os últimos anos mostraram muitos exemplos de encontro entre o Brasil e os países árabes. Os investimentos árabes atingiram nossa produção de carne bovina. Recebemos doações por causa das tragédias em alguns países árabes. Recebemos doações árabes para projetos sociais no Brasil. Temos nossa expertise em agricultura. Nossos governos defendem uma causa comum no G20, nas Nações Unidas e em outros eventos. Vários acordos reduziram tarifas, permitiram o comércio para melhor acesso a produtos aqui e ali e estimularam o investimento mútuo.

READ  Fred volta a Carrington após passagem pelo Brasil

Principal incentivadora e impulsionadora desse relacionamento, a ABCC se adaptou e se renovou para esse novo momento, que exige maior agilidade no comércio, redução de custos, parcerias infindáveis ​​e produtos cada vez mais seguros e produzidos sob princípios éticos e de sustentabilidade. . Estabelecemos uma importante plataforma chamada Elo’s, que usa a tecnologia blockchain para digitalizar o processo de negociação, reduzindo tempos e custos. As exportações para a Jordânia já viram a eliminação do papel, e o comércio com o Egito e outros países árabes seguirá em breve.

Estamos empenhados em ajudar as empresas a expandir seus negócios, mas agora também online. Para aproximar os ecossistemas brasileiro e árabe, estabelecemos um laboratório de inovação chamado ABCC Lab para ajudar a transportar startups brasileiras para o Oriente Médio e Norte da África. Abrimos escritórios nos Emirados Árabes Unidos e no Egito e em breve abriremos um na Arábia Saudita, diminuindo a distância para que empresas árabes e brasileiras se aproximem.

Nós, juntamente com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), implementamos o projeto Halal Brasil, que visa levar empresas brasileiras de alimentos a países muçulmanos, trazendo mais lucros e oportunidades para o nosso país e para os países islâmicos. com os bens que demandam. Produção Halal significa produção com padrões consistentes e de qualidade.

Estes são alguns dos nossos esforços mais recentes para uma negociação mais eficaz e lucrativa. Também atuamos em outras frentes como trazer cooperação esportiva, fomentar o intercâmbio cultural, promover as relações imigratórias e estreitar as relações de outros países da América do Sul com os países árabes.

Um mundo em evolução está levando as comunidades a definir novas prioridades, e a ABCC está encontrando novas maneiras de cumprir sua missão. Exemplo disso é nossa presença na Conferência de Mudanças Climáticas da ONU no Egito, COP27, onde fazemos parte de nossa adesão aos princípios ESG (Environment, Social and Governance). Assim, com 71 anos, cá estamos para mais e mais desafios. Obrigado a todos que confiam em nossa sala e parceiros em nossa missão.

READ  Projeto GNA I de combustível GNL de US $ 1 bilhão do Brasil recebe luz verde para operação comercial

Osmar Chohfi é diplomata e presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira

Traduzido por Guilherme Miranda

Câmara de Comércio Árabe Brasileira