Maio 21, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Brasil, tetracampeão mundial, morre aos 92 anos

Brasil, tetracampeão mundial, morre aos 92 anos

Mario Zagallo é o único homem que esteve em quatro seleções vencedoras da Copa do Mundo

A lenda do futebol brasileiro Mario Zagalo, que venceu quatro Copas do Mundo como jogador e treinador, morreu aos 92 anos.

Zagalo era extremo Brasil A seleção que conquistou duas Copas do Mundo consecutivas em 1958 e 1962, sendo titular nas duas finais.

Ele conseguiu escalar um time em 1970 que era amplamente considerado o melhor time internacional de todos os tempos, incluindo Pelé, Jaircino e Carlos Alberto.

A última vitória de Zagalo na Copa do Mundo aconteceu em 1994, como assistente técnico de Carlos Alberto Barrera.

Ele voltou como técnico do Brasil após o torneio e levou o time à final em 1998, onde foi derrotado pelos anfitriões. França.

Zagalo é a primeira pessoa a vencer uma Copa do Mundo como jogador e técnico – um feito notável. AlemanhaFranz Beckenbauer e Didier Deschamps da França.

“É com grande tristeza que informamos a morte do nosso eterno tetracampeão mundial, Mario Jorge Lobo Jagalo”, disse um comunicado em sua conta oficial no Instagram.

“Um pai dedicado, um avô amoroso, uma sogra carinhosa, um amigo fiel, uma carreira de sucesso e um grande homem. Um grande ídolo. Um patriota que deixa um legado de grandes conquistas.”

O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, disse que Zagalo foi “um dos maiores jogadores e treinadores de futebol de todos os tempos”.

“Jagallo é um exemplo de brasileiro que não desiste”, acrescentou no X (antigo Twitter).

“É essa lição e espírito de carinho, amor, dedicação e sucesso que ele carrega para todo o nosso país e para o futebol mundial”.

Uma figura chave na história condecorada do Brasil

O Brasil é o país de maior sucesso em Copas do Mundo, com cinco títulos, e Jagalo tem sido um dos mais importantes nessa história.

READ  Lenda brasileira insiste em realocar Liverpool já que Cristiano Ronaldo é permitido

Ele foi uma das 200 mil pessoas no Estádio do Maracanã quando jovem, no serviço nacional. Uruguai Na final decisiva da Copa do Mundo de 1950.

Em declarações à BBC Sport em 2013, Zagalo disse: “Esse dia nunca me saiu da cabeça.”

Ele fez sua estreia no Brasil aos 26 anos, pouco antes do torneio de 1958, mas a partir de 1950 se tornou uma peça-chave do time que aliviou um pouco essa dor, inspirando Pelé Seleção, de 17 anos, à vitória. Suécia Na final, Jagalo marcou o quarto gol e fez o 5-2.

Zagalo foi o último integrante da seleção brasileira vencedora da Copa do Mundo de 1958 a disputar a final.

Depois que Pelé se machucou nos primeiros momentos da Copa do Mundo de 1962, Zagalo novamente desempenhou um papel fundamental, recuando para ajudar a defesa em um período em que era incomum os atacantes fazerem isso, quando o Brasil derrotou a Tchecoslováquia na final.

Zagalo, que jogou internamente pelos Estados Unidos, Flamengo e Botafogo, aposentou-se em 1965, tendo somado 33 internacionalizações pelo seu país.

Ele começou sua carreira gerencial no Botafogo antes de substituir João Saldanha como técnico do Brasil aos 38 anos, pouco antes da Copa do Mundo de 1970, no México.

Apelidado de “O Professor” e “Velho Lobo”, o taticamente astuto Jagalo desenhou uma equipe repleta do talento ofensivo de Pelé, Jaisino, Gerson, Dostavo e Rivellino para torná-los irresistíveis.

O Brasil venceu todos os 6 jogos disputados e venceu por 4 a 1 Itália Nas finais.

Zagalo treinou o Brasil na Copa do Mundo de 1974, na Alemanha Ocidental, onde terminou em quarto lugar.

READ  Autoridades econômicas do Brasil desistiram e investidores ficaram nervosos com os planos de gastos com o bem-estar

Mais tarde, ele dirigiu clubes e seleções brasileiras, incluindo o Kuwait. Arábia Saudita e ajudou os Emirados Árabes Unidos a se classificarem para sua primeira Copa do Mundo em 1990, antes de retornar ao cargo de técnico de Barreera como coordenador antes da Copa do Mundo de 1994.

O Brasil conquistou seu quarto título e o primeiro desde 1970 na final nos Estados Unidos, derrotando a Itália nos pênaltis.

‘Ídolo do futebol brasileiro’

A equipa de Zagalo começou o torneio de 1998 como favorita, mas foi derrotada por 3-0 pela França na final, com o avançado Ronaldo a ter um ataque misterioso no dia do jogo.

Brasil conquistou seu quinto título no Japão Coreia do Sul Em 2002, sob o comando de Luiz Felipe Scolari, Zagalo ingressou no torneio como conselheiro especial.

Ele voltou como auxiliar de Pareira em 2006, onde o Brasil foi eliminado pela França nas quartas de final, antes de se aposentar.

A esposa de Jagalo, Alcina de Castro, 57, morreu em 2012. Eles tiveram quatro filhos.

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodríguez, disse: “A CBF e o futebol brasileiro lamentam a morte de uma de suas lendas.

“A CBF solidariza-se com seus familiares e torcedores neste momento de tristeza pelo falecimento deste ícone do nosso futebol”.

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, disse que “a influência de Zagalo no futebol e especialmente no futebol brasileiro é muito alta”.

“Em tempos de necessidade, o Brasil olha para ‘O Professor’ como uma presença calma, uma mão orientadora e um gênio tático”, acrescentou Infantino.

“Ele será lembrado como o padrinho do futebol brasileiro e sua presença fará muita falta para todos no esporte, mas especialmente aqui na FIFA.”

READ  Lula está pressionando por uma aliança Brasil-Indonésia-Congo se eleito