Maio 21, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Bolsonaro reúne apoiadores no Rio

Bolsonaro reúne apoiadores no Rio

Por Rodrigo Viga Gaier e Luana Maria Benedito

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) – O ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro reuniu milhares de apoiadores no Rio de Janeiro no domingo para aumentar seu capital político depois de perder uma tentativa de reeleger o esquerdista Luiz Inácio Lula da Silva em outubro de 2022. Ele enfrenta acusações de conspiração.

Imagens compartilhadas nas redes sociais e veiculadas pela mídia mostraram grandes multidões de apoiadores de Bolsonaro, muitos deles vestindo camisas do futebol brasileiro.

Os organizadores da manifestação esperavam a participação de 100.000 pessoas. As autoridades não divulgaram uma estimativa.

O direitista Bolsonaro, objeto de uma investigação policial antes e durante seus quatro anos no cargo, enfrenta uma investigação sobre seu suposto papel em uma campanha para minar a confiança no sistema de votação do Brasil, que culminou em uma revolta em 8 de janeiro de 2023. Milhares de seus apoiadores na capital Brasília.

Em 8 de fevereiro, a polícia apreendeu o passaporte de Bolsonaro e o acusou de revisar um projeto de decreto para alterar o resultado das eleições de 2022, de pressionar líderes militares a aderirem ao golpe e de conspirar para prender o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

“Vocês viram o projeto de decreto? Nem eu”, disse Bolsonaro a repórteres no domingo. “Eu quero ver, as pessoas querem ver e a imprensa quer ver.”

O ex-presidente, que não pode concorrer ao cargo até 2030, disse que o seu governo nunca jogou “fora das quatro linhas da Constituição”.

No mês passado, a Polícia Federal do Brasil acusou formalmente Bolsonaro, um cético em relação às vacinas durante a pandemia de Covid-19, de adulterar seus registros de vacinação, abrindo a porta para acusações criminais.

READ  BRF do Brasil registra prejuízo líquido maior do que o esperado no 2º trimestre

Bolsonaro aproveitou no domingo a oportunidade para elogiar Elon Musk, cofundador e CEO da fabricante de carros elétricos Tesla (NASDAQ:) e proprietário da plataforma de mídia social X, a quem Bolsonaro chamou de defensor da liberdade de expressão. Bolsonaro exortou a multidão a dar ao bilionário “uma salva de palmas”.

Depois que Musk disse que iria lutar contra a ordem de X de congelar certas contas, os advogados que representam Musk na Suprema Corte do Brasil disseram que X cumpriria qualquer decisão tomada pelo tribunal ou pelo principal tribunal eleitoral do Brasil. .

Moraes investiga “militantes digitais” acusados ​​de espalhar notícias falsas e mensagens de ódio durante o governo Bolsonaro.