Maio 22, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Agência de Notícias dos Emirados – Laços culturais Brasil-Emirados Árabes Unidos, especialmente shows, estreitam laços interpessoais: Embaixador do Brasil

Por Binzal Abdulkader

ABU DHABI, 28 de setembro de 2023 (WAM) — O aumento dos contatos culturais entre o Brasil e os Emirados Árabes Unidos nos últimos anos ajudou a construir laços mais estreitos entre os dois povos, disse um importante diplomata brasileiro à Agência de Notícias dos Emirados (WAM).

As apresentações de músicos brasileiros nos Emirados Árabes Unidos nos últimos anos desempenharam um papel importante no fortalecimento dessa conexão cultural, e o mais recente dessa série foi um dos gigantes da música pop brasileira, Gilberto Gil, que também atuou como Ministro da Cultura do Brasil. , disse Leandro Vieira Silva, chefe de IA da Embaixada do Brasil em Abu Dhabi, na Ópera de Dubai, na noite desta sexta-feira (29 de setembro).

Relações multiculturais

“O Brasil e os Emirados Árabes Unidos percorreram um longo caminho, especialmente nos assuntos culturais bilaterais, de uma forma muito diversificada. Este é outro aspecto da profundidade das nossas relações”, sublinhou.

Explicando as vastas conexões culturais entre os dois povos, Vieira Silva disse: “O Brasil é um mosaico de culturas, e as tradições árabes são parte integrante da nossa cultura, e nós somos brasileiros. O árabe tem uma enorme influência na língua portuguesa; A culinária árabe faz parte do dia a dia de todo o Brasil; O mesmo se aplica à cultura, música e tradições.

Neste contexto mais amplo, o diplomata observou: “Devemos enquadrar o concerto de Gilberto Gil como uma oportunidade de aproximar cada vez mais os nossos países e povos. Gilberto Gil, 81 anos, é um gigante da expressão da música popular brasileira que continua a influenciar o desenvolvimento do nosso país. música em seus 60 anos de carreira.

READ  Conselho Curador do Banco Central do Brasil defende políticas econômicas do governo

O embaixador disse estar encantado com o fato de que a grande comunidade de brasileiros que vivem nos Emirados Árabes Unidos certamente adoraria cantar alguns dos maiores sucessos de Gil. “Estou confiante de que a comunidade mais ampla de emiradenses e expatriados apreciará experimentar uma noite brasileira verdadeiramente notável em Dubai.”

60 anos de carreira musical

Segundo a biografia oficial de Gil, ele foi apresentado ao acordeão na década de 1950 por Luis Gonzaga, rádio e procissões religiosas no Nordeste do Brasil. Gill largou o acordeão e pegou guitarras acústicas e elétricas, inspiradas nas músicas de areia e mar de Jono Gilberto, bossa nova e Torival Cammy.

Após um breve exílio em Londres, Gil retornou ao Brasil e continuou sua prolífica produção musical, resultando em mais de 60 álbuns, quatro milhões de álbuns vendidos e nove prêmios Grammy.

Como Ministro da Cultura em 2003, liderou a presença cultural do Brasil em todo o mundo em temas que vão desde novas tecnologias, direitos autorais, desenvolvimento cultural e diversidade, e a importância dos países sul-americanos em um mundo globalizado. Em 1999 ele recebeu muitos prêmios, como Artista da Paz da UNESCO, Embaixador da FAO, Legião de Honra da França, Prêmio Polar de Música da Suécia.

Uma série de eventos

O embaixador brasileiro ainda disse que os shows de músicos brasileiros nos Emirados Árabes Unidos têm sido um grande sucesso nos últimos anos. Guido Sant’Anna, um jovem violinista virtuoso, tocou em Dubai em 2021 com a Orquestra Juvenil dos Emirados Árabes Unidos em colaboração com a Abu Dhabi Music & Arts Foundation (ADMAF). Uma banda jovem do Brasil tocou música clássica brasileira durante a EXPO 2020 Dubai no ano passado.

READ  Brasil se opõe à saída da Rússia do G20 - Américas

Um grupo de capoeiras brasileiros apresenta uma arte marcial que incorpora dança e música afro-brasileira durante o Festival da Tolerância de 2019.

“No entanto, existe um potencial incrível para aumentar o nosso conhecimento e valorização mútuos”, observou Vieira Silva.

Esportes, artes marciais e literatura

O diplomata acrescentou que os esportes e as artes marciais são uma parte importante dos laços culturais entre o Brasil e os Emirados Árabes Unidos.

“O Jiu-Jitsu brasileiro uniu nosso povo; os Emirados Árabes Unidos adotaram o Jiu-Jitsu e centenas de cidadãos brasileiros agora ensinam esta arte marcial em escolas públicas.

Em termos de futebol, os brasileiros já treinaram a seleção dos Emirados Árabes Unidos no passado e muitos jogadores brasileiros jogaram por seleções locais dos Emirados Árabes Unidos, incluindo a atual temporada, explicou Vieira Silva.

A comunicação literária também está em primeiro plano, destacou. O embaixador acrescentou que o Brasil tem participado da Feira Internacional do Livro de Abu Dhabi, da qual participaram autores brasileiros de origem árabe.