Maio 24, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

X de Elon Musk enfrenta demanda de compensação de US$ 191 milhões no Brasil

O site de mídia social anteriormente conhecido como Twitter é responsável por 1 bilhão de reais (US$ 191 milhões) em danos ao Brasil por danos “morais e sociais coletivos”, disse o órgão de proteção pública.

  • Elon Musk chega à cerimônia do 10º Annual Breakthrough Awards no Academy Museum of Motion Pictures no sábado, 13 de abril de 2024, em Los Angeles.  (AP)
    Elon Musk chega à cerimônia do 10º Prêmio Anual Breakthrough no Academy Museum of Motion Pictures no sábado, 13 de abril de 2024, em Los Angeles. (AP)

Um órgão de fiscalização do governo pediu ao Supremo Tribunal Federal que ordene que o site de mídia social X de Elon Musk pague US$ 191 milhões em danos, informou a mídia brasileira no sábado.

De acordo com o Brasil G1 Site de notícias, a Secretaria de Segurança Pública disse que o site de mídia social, anteriormente conhecido como Twitter, é responsável por 1 bilhão de reais (US$ 191 milhões) em danos “morais e sociais coletivos” ao Brasil.

Há uma semana, Musk criticou um tribunal brasileiro depois que o juiz do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes ordenou que X restringisse certas contas acusadas de espalhar informações falsas.

Musk acusou as autoridades brasileiras de ameaçar cortar totalmente o acesso de X ao Brasil, deter seus funcionários e multá-lo em US$ 20 mil por dia. Além disso, a Câmara dos Deputados dos EUA lançou uma investigação, solicitando que X divulgue informações relacionadas às ações tomadas no Brasil em violação às leis locais.

Em janeiro de 2023, o Washington Post informou que nos meses seguintes à vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais, o número de contas falsas divulgando notícias de fraude eleitoral brasileira aumentou no Twitter.

O jornal observou que contas falsas frequentemente alegavam que os resultados eleitorais foram fraudados e que a derrota do ex-presidente Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais era falsa.

De acordo com a Cypra, uma empresa de análise israelense contratada pelo CEO do Twitter, Elon Musk, os resultados “sugerem um grande aumento nas atividades suspeitas de bots online desde a vitória de Lula no Brasil em outubro”.

READ  Ex-Miss Brasil Clacy Korea morreu aos 27 anos após amigdalectomia

O O Washington Post O relatório compartilhado com a Technology 202 indicou que os pesquisadores estimaram que o percentual de contas do Twitter que questionaram as eleições brasileiras aumentou 5 vezes entre outubro e janeiro, chegando a 20% das contas.

O O Washington Post A empresa “examinou quase 10 mil perfis que mencionam as eleições no Brasil no Twitter e no Facebook desde setembro, encontrando tendências semelhantes, mas menos pronunciadas neste último”.

Leia também: Elon Musk diz que o Ocidente está tentando influenciar X, não a Rússia