Setembro 16, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Marinha nigeriana e brasileira promete acabar com a pirataria no Golfo da Guiné

Por Philip Envos

o O Embaixador Adjunto do Brasil na Nigéria, Embaixador Francisco Carlos Soares Luce, pediu uma maior cooperação entre a Marinha da Nigéria e a Marinha de seu país.

Segundo a embaixadora Luce, o combate à pirataria no Golfo da Guiné é importante porque a vitória da guerra impulsionará as economias dos estados costeiros e dos países sem litoral.

Ele disse: “No final das contas, as atividades de pirataria vão aumentar os preços das commodities para todos, especialmente os países terrestres. Eles terão que pagar mais por essas coisas. O Brasil e a Nigéria compartilham o Oceano Atlântico como fronteira. Acho que sim.

Falando durante a visita do Corpo Independente do Navio da Marinha do Brasil (PNS) ao Comando Naval Ocidental em Lagos, o Embaixador Loos disse: “Temos que fazer esse tipo de atividade com frequência. Vai unir nossos países. Nosso relacionamento tem mostrado a realidade das marinhas da Nigéria e do Brasil.

Também Comando de Oficial de Bandeira (FOC), Comando Naval Ocidental, Contra-almirante. Jason Kibasa disse que um relatório recente da Organização Marítima Internacional (IMO) revela a prontidão da marinha nigeriana em refletir a atividade esquelética nas atividades dos piratas no Golfo da Guiné.

O almirante Kabasa, representado pelo contra-almirante Habila Zakaria, o comandante-chefe do comando, disse que as forças no Golfo da Guiné haviam destacado piratas no Golfo, alegando que a conquista da marinha nigeriana na área foi possível devido à sua cooperação com outros países estrangeiros. A Marinha realiza simulações marítimas que acabam melhorando a segurança na área.

De acordo com a FOC, a embarcação da Marinha brasileira (BNS) visitou o país em uma barreira marítima chamada ‘GUNEX’, no Golfo da Independência da Guiné. Ele acrescentou: Em grande escala, a marinha nigeriana tem feito muito para garantir que o meio marinho não seja privado de qualquer tipo de ilegalidade.

READ  Buenos Aires Times O gás da 'vaca morta' da Argentina pode superar a seca no Brasil

Gbassa disse que a Nigéria e o Brasil já percorreram um longo caminho e os dois países têm muitos acordos bilaterais, um dos quais é de defesa.

Receba até N850.000 por semana, um guia passo a passo sobre como trabalhar em casa e ser pago em dólares americanos. Clique Aqui Aplicar hoje.