Maio 20, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Como a mudança climática tornou o show de Taylor Swift no Brasil perigoso

Como a mudança climática tornou o show de Taylor Swift no Brasil perigoso

Taylor Swift se apresenta em palco no Rio de Janeiro.

A morte de uma fã de Taylor Swift em meio a uma onda de calor no Brasil é mais um sinal de que não estamos fazendo o suficiente para nos adaptarmos a um clima em rápida mudança.

Os modelos científicos previram com precisão durante anos que o aquecimento global levará a ondas de calor mais intensas e frequentes, afirma Paulo Artaxo, físico atmosférico brasileiro e membro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas.

“Não há razão para surpresa quando um desses eventos ocorre”, disse ele. “No entanto, todos os países, não apenas o Brasil, chegaram tarde demais para implementar uma estratégia de adaptação para reduzir o impacto nas populações.”

Ana Clara Benevides, de 23 anos, desmaiou no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, em 17 de novembro e posteriormente morreu no hospital. Um relatório sobre a causa de sua morte é esperado em cerca de 30 dias. Os termômetros na cidade atingiram o pico de 43,8°C (110,8°F) em 18 de novembro, a temperatura mais alta registrada desde pelo menos 2014, quando o sistema de alerta do governo começou a monitorar.

O calor foi agravado pela alta umidade, que chegou perto de 60°C. Não houve alívio durante a noite, com temperaturas mínimas chegando a quase 39ºC, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil. As temperaturas diurnas caíram abaixo de 40ºC nos últimos dias.

A América do Sul está passando por uma primavera excepcionalmente quente e seca este ano devido ao fenômeno climático El Niño. De acordo com um estudo da World Weather Attribution, a onda de calor de 10 dias que atingiu o centro do Brasil no final de agosto e início de setembro tinha 100 vezes mais probabilidade de ser causada por mudanças climáticas. Uma rede de cientistas utiliza um método revisado por pares para determinar o impacto do aquecimento global em eventos climáticos extremos.

READ  Carros blindados e armas pequenas Lista de equipamentos de defesa Índia-Brasil

Os autores do artigo não conseguiram identificar nenhum projeto de ação térmica no Brasil. Aumentar a consciencialização sobre os perigos do calor, encorajar as pessoas a permanecerem em casa e a manterem-se hidratadas, a implementação de sistemas de alerta precoce e o reforço dos serviços de emergência podem reduzir a insolação e a morte, escreveram.

“É muito difícil preparar as pessoas contra as ondas de calor, especialmente no clima mais úmido do Brasil”, disse Artaxo. “Alta umidade com altas temperaturas é a combinação perfeita para fortes impactos à saúde.”

Vários relatos de fãs sugerem que os organizadores não responderam adequadamente aos alertas de calor extremo das agências meteorológicas brasileiras. “Não distribuíram água apesar do calor, os preços eram injustos e não havia vendedores no estádio”, disse Julia Matos, de 23 anos, que assistiu ao concerto de 17 de Novembro. “A quantidade de gente era uma loucura, não havia cadeiras para todos, as pessoas se amontoavam”.

Muitos fãs que haviam feito fila cedo para o show desistiram de seus lugares porque não aguentavam o calor, e alguns estavam fracos demais para serem transportados, disse ele. Os que permaneceram durante todo o espetáculo se divertiram enquanto os trabalhadores confiscaram garrafas de água e alimentos, pois esses itens não eram permitidos no interior do estádio.

Durante o show, alguns participantes gritaram por água, levantando garrafas vazias no ar para chamar a atenção do cantor. Swift interrompeu o show várias vezes, pedindo aos organizadores que tirassem água do palco.

“Ela agiu rapidamente e isso desempenhou um papel”, disse Milad Hagani, especialista em segurança de multidões da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália. “Se ela não tivesse prestado atenção à situação em campo, não saberíamos. se tivesse havido mais vítimas.”

READ  GOL vai retomar voos entre Brasil e Argentina em dezembro

Os ingressos para o show no Rio de Janeiro foram vendidos como entrada geral, portanto não foram reservados assentos para shows individuais, disse ele, o que levou à superlotação do campo. Pessoas que estavam acampando há dias já sofriam com o calor extremo. Quando as portas da arena se abriram, em vez de comprar água, correram para conseguir um bom lugar.

O calor extremo levou a um elevado número de “reclamações e incidentes” no dia 17 de novembro, informou a Time for Fun, empresa organizadora do evento, em comunicado. Um porta-voz disse que os militares do Rio atenderam 77 pessoas que adoeceram fora do estádio. A mídia local informou na quarta-feira que a polícia iniciou uma investigação para saber se a empresa era responsável por um “crime que põe em risco a vida ou a saúde” dos participantes.

“Sabemos que poderíamos ter tomado algumas medidas alternativas além de tudo o que já fizemos”, disse Seraphim Abreu, CEO da Time for Fun, no X. “Sabemos que com as alterações climáticas que vivemos, estes episódios tornar-se-ão mais frequentes. Muitas vezes, todo o setor terá de reavaliar a sua situação para enfrentar esta nova realidade.”

Swift disse no Instagram que a morte de Benewitz a deixou “com o coração partido”. Durante o show, Benavides sofreu um infarto e uma hemorragia pulmonar. Embora esta última possa ter sido causada pelo calor extremo, serão necessários mais testes para determinar a causa da sua morte.

Autoridades federais brasileiras suspenderam a proibição de levar água aos estádios e pediram aos organizadores que permitissem garrafas para o segundo show de Swift no Rio, que aconteceu no dia 20 de novembro, enquanto as temperaturas esfriavam na cidade costeira.

READ  Mercado de crédito de carbono apertado contribui para problemas de preço de combustível no Brasil

Os problemas com o primeiro concerto fizeram parte de uma tendência crescente em eventos de massa, disse Haqani. Durante um concerto de Ed Sheeran em Pittsburgh, Pensilvânia, no início deste ano, o calor extremo resultou na hospitalização de 17 pessoas por doenças relacionadas com o calor, incluindo quedas, convulsões e paragem cardíaca.

Ele disse que os organizadores às vezes podem “facilitar” a avaliação de riscos para eventos climáticos. “Temos ferramentas confiáveis ​​para prever as melhores e mais viáveis ​​medidas para reduzir esses riscos”.

(Além da manchete, esta história não foi editada pela equipe da NDTV e foi publicada a partir de um feed distribuído.)