Maio 22, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Terminal Gosan GNL do Brasil pede mais tempo para iniciar testes

Terminal Gosan GNL do Brasil pede mais tempo para iniciar testes

A empresa brasileira Compass Gás e Energia solicitou uma extensão de 180 dias de sua autorização para realizar testes de comissionamento em sua nova unidade flutuante, armazenamento e regaseificação (FSRU) de gás natural liquefeito (GNL) no estado de São Paulo. disse BNamericas.

A autorização atual do regulador de portos e hidrovias, Antag, expira em 28 de agosto, mas o Grupo Gosan ainda não recebeu sinal verde para iniciar os testes da ANP, órgão regulador nacional de petróleo e gás.

O FSRU faz parte do Terminal de Reprocessamento de GNL Compass (TRSP), no porto de Santos, que será conectado à rede de distribuição de gás da Comgas, empresa do grupo Coson, por meio do gasoduto Subita da Serra.

Com investimento de aproximadamente R$ 670 milhões (US$ 135 milhões), o terminal terá capacidade para regaseificar 14 milhões de m³/d e armazenar 150.000 m³ de GNL.

A assessoria de imprensa da ANP informou ao BNamericas que ainda estão pendentes os documentos necessários para o cumprimento integral da resolução que regulamenta a construção, ampliação e operação de instalações de movimentação de petróleo, seus derivados e gás natural, inclusive GNL.

Após o recebimento dos documentos pendentes, o órgão terá 60 dias para analisá-los.

A ANP disse ainda que a classificação da Subita da Serra como linha de trânsito ou distribuição de gás não representa problema enquanto se aguarda o processo de autorização do terminal.

A questão é resolvida por meio de consulta pública sobre minuta de convênio que pode ser firmado entre a ANP e a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo (Arsesp), para que o gasoduto opere de acordo com as legislações federal e estadual.

Durante uma postagem no blog do investidor na semana passada, Kosen disse que o TRSP está quase concluído e que começará a operar até o final de 2023.

READ  Dustin Borier doou $ 20K para a cidade natal de Oliveira

De acordo com a empresa, “este projeto proporcionará ao Estado de São Paulo o acesso ao gás internacional a preços competitivos, criando uma importante alternativa de abastecimento e flexibilidade em linha com nossa estratégia de diversificar a oferta ao mercado e aumentar a competitividade”.