Agosto 16, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Rodovia pavimentada na Amazônia recebe aprovação inicial no Brasil floresta amazônica

A comissão de meio ambiente do Brasil deu aprovação preliminar para construir uma grande rodovia no coração da floresta amazônica, que ameaça aumentar o desmatamento, disse o ministro da Infraestrutura.

Na campanha eleitoral, o presidente de direita do Brasil, Jair Bolsonaro, prometeu reconstruir a chamada estrada BR-319, que ligará a maior cidade amazônica de Manas ao resto do Brasil durante todo o ano.

A estrada foi originalmente construída pela ditadura militar do Brasil na década de 1970, mas caiu em desuso nas duras condições da floresta tropical. A maior parte da rota é de lama intransitável durante os aproximadamente seis meses de monção.

A construção da estrada dará aos madeireiros ilegais e grileiros acesso mais fácil a áreas remotas e relativamente intocadas da floresta, disseram ambientalistas. O plano estima cinco vezes o desmatamento até 2030, o equivalente a uma área maior que o estado americano da Flórida.

O enfraquecimento das proteções ambientais de Bolsonaro já alimentou o aumento do desmatamento, com a destruição da Amazônia brasileira prevista para atingir uma alta de 15 anos em 2021.

Na quinta-feira, o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, anunciou a aprovação no Twitter, postando uma foto da licença do órgão ambiental Ibama.

“No alinhamento da engenharia e respeito ao meio ambiente, vamos tirar a comunidade do estado do Amazonas do isolamento”, escreveu. Sambayo não respondeu imediatamente a perguntas sobre preocupações ambientais.

A licença inicial permitirá que o governo contrate empresas para construir o maior trecho mediano da estrada em mau estado. Os empreiteiros desenharão os planos, mas precisarão de outra licença para iniciar a construção.

Essa primeira licença imporá várias condições aos planos de início da construção, disse Marco Aurélio Leza Villela, ex-inspetor ambiental do IBAMA.

“Tem que haver uma lista enorme de coisas… onde uma estrada não deveria ser uma tragédia”, disse Villela.

O licenciamento antecipado é uma boa oportunidade no futuro, disse ele.

Bolsonaro comemorou a licença em seu endereço semanal na web. “Espero que outra licença venha em breve [transportation department] Vamos começar a licitar e trabalhar no corredor BR-319.

READ  Embraer Eve Brasil recebe pedidos de até 100 VTOL