Julho 2, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Risco de insegurança alimentar ameaça 36% das famílias brasileiras – estudo

SÃO PAULO, 26 Mai (Reuters) – O risco de fome no Brasil está em alta, já que a porcentagem de pessoas incapazes de comprar comida para si ou para suas famílias subiu para 36% em algum momento nos últimos 12 meses. De 30% em 2021, 2019, mostra o estudo recém-lançado.

Esta é a primeira vez que a insegurança alimentar no maior produtor de alimentos da América Latina supera a média mundial desde que o monitoramento de dados começou em 2006, de acordo com uma nova análise de dados da Gallup World Poll divulgada nesta quarta-feira pela Fundação Gedlio Vargas (FGV). Instituto Brasileiro de Educação.

Apesar de ser um dos principais produtores mundiais de produtos agrícolas, os brasileiros enfrentam essa situação terrível. Marcelo Neri, economista e diretor do Centro de Políticas Sociais da FGV e autor do estudo, disse que os preços dos alimentos subiram acentuadamente após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

“Esta é uma situação preocupante, o nível mais alto da série”, disse Neri à Reuters.

O aumento da insegurança alimentar entre os 20% mais pobres da população do Brasil durante epidemias subiu para 75% em 2021 e 53% em 2019, aproximando-se do nível do Zimbábue, que é 80% da maior insegurança alimentar do mundo, mostraram os dados.

O estudo também constatou que a disparidade de gênero na insegurança alimentar em 2021 será seis vezes maior que a média global no Brasil.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

Reportagem de Sergio Quiros e Paulo Lopez; redação e relatório adicional de Steven Croton; Editando Aurora Ellis

READ  41 casos Covid-19 foram vinculados ao evento da Copa América

Nossos padrões: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.