Março 3, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Regata Velas Latinoamérica começa no Brasil

Por Carlos Kwasinski / Diálogo
02 de março de 2022

Selecione o idioma

A regata Velas Latinoamérica 2022 começou no Brasil em 13 de fevereiro. O evento náutico, realizado a cada quatro anos, reúne veleiros de marinhas de nações parceiras para navegar pelas águas da América do Sul e Central. Comandantes da Marinha das Américas aprovaram a criação do evento na Conferência Naval Interamericana de 2012. A regata visa fortalecer os laços de amizade entre as instituições e as futuras gerações de oficiais e tripulantes, ao mesmo tempo em que compartilha a cultura de cada país participante durante sua permanência nos portos de escala. Além do treinamento e educação naval, cadetes e aspirantes da marinha realizarão outras atividades, como limpezas costeiras.

“É uma oportunidade que as marinhas da América Latina criaram para promover a integração e o intercâmbio profissional, técnico, cultural e social, proporcionando treinamento em operações integradas aos futuros oficiais da Marinha e fortalecendo os laços de amizade”, disse o Capitão da Marinha do Brasil (ret. ) Claudio da Costa Reis de Souza Freitas, porta-voz do Comitê Executivo do Velas Latinoamérica 2022.

O BAP Unión (BEV-161), que participa do Velas Latinoamérica 2022, é um navio-escola da Marinha do Peru, encomendado à Escola Naval do país. (Foto: Marinha do Brasil)

Sete navios altos

Sete veleiros participam da quarta edição do evento: o navio da Marinha do Brasil Cisne Branco, os navios da Marinha Argentina Libertad e Dr. Bernardo Houssay, o navio da Marinha equatoriana Guayas, o navio da Marinha peruana Unión, o navio de patrulha offshore da Marinha colombiana 20de Julio e o navio de treinamento da Marinha uruguaia Capitão Miranda.

A longa viagem de mais de 12.000 milhas náuticas começou na cidade do Rio de Janeiro e seguirá para o sul, atracando nos portos de Punta del Este e Montevidéu, no Uruguai; e Mar del Plata, na Argentina. As embarcações cruzarão o Estreito de Magalhães e farão escala em Punta Arenas, no Chile.

READ  Orlando Magic recebe Brasil Night

No Oceano Pacífico, os navios passarão pelos portos de Valparaíso (Chile), Callao (Peru), Guayaquil (Equador) e Balboa (Panamá), antes de cruzar o Caribe para visitar Colômbia, República Dominicana e Curaçao. A viagem está programada para terminar no final de junho no porto de Vera Cruz, no México. Ser o porto de partida este ano tem um significado especial para o Brasil. O evento faz parte de uma série de comemorações programadas para o 200º aniversário da Declaração de Independência. “Estamos homenageando os marinheiros que, em 1822, contribuíram para manter a integridade do nosso território e foram fundamentais na construção do nosso país. Por isso, hoje, a Marinha do Brasil comemora a união do nosso território feita por nobres marinheiros do passado – motivo de muito orgulho”, disse o capitão. Concluiu Souza Freitas.