Maio 24, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Petrobras e WEG firmam parceria para construção de parques eólicos no Brasil

Petrobras e WEG firmam parceria para construção de parques eólicos no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) – A estatal brasileira de petróleo Petrobras (PETR4.SA) e a fabricante de motores WEG SA (WEGE3.SA) anunciaram nesta terça-feira que formaram uma parceria para construir a turbina eólica mais potente já fabricada no país.

A Petrobras investirá 130 milhões de reais (US$ 26,8 milhões) nos próximos 25 meses em uma turbina eólica offshore de 7 megawatts (MW), que já está sendo desenvolvida pela WEG, disse a montadora em documento de valores mobiliários.

O investimento sublinha um compromisso renovado da Petrobras em desenvolver energias renováveis ​​no país, ao mesmo tempo que a empresa aumenta a produção dos seus vastos campos petrolíferos offshore.

A WEG, importante fornecedora da indústria eólica brasileira, já fez parceria com a Engie Brasil Energia (EGIE3.SA) para desenvolver a turbina de 4,2 MW.

O investimento da Petrobras impulsiona a indústria de energia eólica do Brasil, que viu uma queda na produção doméstica de turbinas à medida que a GE e a Siemens Energy encerraram a produção no país.

A parceria com a WEG inclui o desenvolvimento de componentes para a turbina, que deverá entrar em produção em série em 2025.

A Petrobras classificou o acordo como um “marco importante” que melhorará seu domínio sobre a tecnologia de energia eólica enquanto o país se prepara para construir seus primeiros parques eólicos offshore.

Os parques eólicos offshore normalmente exigem grandes turbinas que produzem 10 megawatts ou mais, exigindo uma mudança na cadeia de abastecimento brasileira, que agora se concentra na produção de componentes offshore.

READ  O filho da lenda brasileira Rivaldo, João Vitor, de 17 anos, está seguindo os passos de seu pai ao assinar com o time português Vizela.

Na terça-feira, o chefe de transição energética da Petrobras, Mauricio Tolmasquim, disse que a empresa está avaliando projetos greenfield e parcerias para potenciais fusões e aquisições enquanto a empresa busca intensificar seus projetos de energia verde.

($ 1 = 4,9469 arroz)

Reportagem de Peter Frontini e Letícia Fukushima; Por Fábio Teixeira; Edição de Steven Gratton e Sharon Singleton

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Obtenha direitos de licençaAbre uma nova aba