Novembro 28, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

O PSDB brasileiro de centro-direita estagnou com a derrota do presidente do partido nas primárias

O Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB) não pôde indicar seu candidato à presidência para a eleição do próximo ano no domingo porque o processo de votação falhou, atrasando uma decisão entre os principais rivais João Doria e Eduardo Leite. O partido de centro-direita disse que muitos dos 44.700 eleitores registrados, incluindo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, decidiram suspender a votação até uma data futura, após a rejeição da derrota aos Apps.

Toria, a governadora do estado de São Paulo, apóia a retomada do referendo nesta semana, disse uma porta-voz, enquanto o governador do Rio Grande do Sulin, Leid, quer adiá-lo até fevereiro. O partido decidirá em uma reunião no domingo quando a votação começará, disse o comunicado.

O PSDB governou o Brasil de 1995-2002, modernizando a economia nos dois mandatos de Cardoso e lançando programas de previdência social, que foram continuados por governos de esquerda. O papel do partido na política brasileira diminuiu desde então e agora detém apenas metade das cadeiras no Congresso do Brasil como tinha uma década atrás.

Na eleição de 2018, o presidente de extrema direita Jair Bolsanaro venceu, com o candidato do PSDB Geraldo Alkmin recebendo apenas 4,8% dos votos. O partido, que se deslocou para a direita desde a posse, espera melhorar seu perfil em 2022, elegendo um candidato que substituirá Bolzano e o ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva. Ele tem uma vantagem confortável nas pesquisas iniciais, embora ainda não tenha anunciado seu candidato.

(Esta história não foi editada pela equipe Dev Discourse e foi gerada automaticamente a partir do Syndicated Feed.)