Setembro 27, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

O compartilhamento de dados do cliente no Open Bank começa no Brasil

Uma das fases mais importantes do sistema de banco aberto brasileiro, que envolve o compartilhamento de cadastro de clientes e dados de transações, chegou hoje (13) para que os consumidores possam compartilhar suas informações financeiras com outras empresas.

A iniciativa de banco aberto, lançada pelo Banco Central do Brasil no início de 2019, tem como objetivo aumentar a competição no mercado e aumentar a educação financeira no país latino-americano. De acordo com o modelo, o uso de interfaces de programação de aplicativos (APIs) abertas permite que desenvolvedores terceirizados criem aplicativos e serviços em torno de instituições financeiras participantes, onde os dados do consumidor são compartilhados com seu consentimento.

“Esta é uma nova fase no desenvolvimento do sistema financeiro nacional”, disse Ottovio Tamaso, diretor regulatório do banco, em entrevista coletiva hoje. O programa de banco aberto faz parte de uma iniciativa de modernização mais ampla liderada pela empresa, que inclui o lançamento de pagamentos instantâneos em 2020.

A segunda fase do programa Brazilian Open Bank seguiu uma decisão do banco central no mês passado, introduzindo a fase de compartilhamento de dados com a data original de 15 de julho a 13 de agosto porque as empresas participantes precisam de mais tempo para concluir os testes e aprovar e registrar suas APIs abertas.

Na terceira fase do esquema, os consumidores poderão pagar contas e transferir dinheiro fora de seu ambiente bancário. A previsão para dezembro está nas discussões técnicas entre os bancos. Relacionado ao compartilhamento de detalhes adicionais do cliente em áreas como serviços cambiais, investimentos, seguros e contas de folha de pagamento.

Os gastos com tecnologia da informação dos bancos brasileiros aumentaram 8% em 2020 em relação a 2018, segundo pesquisa anual da Associação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) realizada pela Deloitte em junho. Segundo a pesquisa, a implantação do open banking são os fatores que aceleram essa tendência.

READ  ROC 3, Brasil 1 (18-25, 25-21, 26-24, 25-23)