Agosto 16, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Nigéria e Brasil confirmam laços de segurança com Fórum de Aviação, Defesa e Segurança

Entre os dias 21 e 23 de junho, foi realizada na Embaixada do Brasil a terceira edição do Fórum Empresarial Brasil-Nigéria de Aviação, Defesa e Segurança, uma semana após o encontro entre o embaixador do Brasil na Nigéria, Ricardo Guerrera, e o ministro nigeriano da Defesa, Bashir Makashi. Abuja.

Com a presença de representantes dos dois governos e representantes dos órgãos de defesa e segurança brasileiros, o evento foi uma oportunidade para os dois países reafirmarem a importância de seu relacionamento bilateral, no qual a segurança é um componente crescente. Na presença de representantes de empresas nacionais como Embraer, Avibras, Atech, Condor, Iveco e Akaer, a delegação brasileira convidou autoridades nigerianas a visitar o Brasil para conhecer sua base industrial de defesa.

A delegação brasileira destacou os projetos estratégicos de defesa do Brasil, incluindo seu programa de construção de navios de guerra, a aquisição do blindado Guarani, o Sistema Integrado de Vigilância de Fronteiras, a aeronave KC-390 e outros desenvolvimentos da aviação.

O lado brasileiro apreciou o desenvolvimento significativo na formação conjunta entre os dois países ao longo dos últimos anos. Esforços cooperativos no treinamento de militares foram propostos em novembro de 2013 pelo então vice-presidente brasileiro Michel Temer e seu colega nigeriano, Namadi Sambo, marcando desenvolvimentos concretos no relacionamento na última década.

Essas conversas de novembro de 2013 ocorreram durante a sessão inaugural do Mecanismo de Diálogo Estratégico Brasil-Nigéria, uma iniciativa fundadora desta cooperação bilateral de segurança. Lançado com um Memorando de Entendimento assinado entre a então presidente Dilma Rousseff e sua contraparte nigeriana Goodluck Jonathan, a estrutura estabeleceu o Grupo de Trabalho de Segurança Bilateral, que se reuniu pela primeira vez em março de 2014.

Em 2017, quando o chanceler brasileiro Aloysio Nunes Ferreira visitou seu homólogo nigeriano Geoffrey Onyama, os dois países pediram o aprofundamento do mecanismo de diálogo estratégico. Um ano depois, em agosto de 2018, a Nigéria assinou um acordo de US$ 329 milhões para comprar 12 caças leves A-29 Super Tucano, uma versão modificada do EMB 314 Super Tucano da Embraer. Essa venda histórica deu outro impulso à cooperação de defesa nigeriana-brasileira.

READ  WEG é a 2ª empresa mais inovadora do Brasil

Em abril de 2021, durante outra reunião entre Bashir Makashi e Ricardo Guerrera, ambos os lados indicaram um futuro MoU no setor de defesa, enfatizando a necessidade de esforços comuns em treinamento, P&D, gestão de inteligência e transferência de tecnologia.

Embora os projetos de construção naval e naval tenham sido mencionados nos textos de 2013, atualmente, a maioria dos esforços de cooperação parecem estar relacionados ao domínio da aviação. Em outubro passado, o chefe do Estado Maior da Nigéria, Oladayo Amao, pediu medidas para facilitar o acesso a peças de reposição para o Super Tucano e sugeriu futuras encomendas de caças brasileiros.

A ligação nigeriana-brasileira também se expande para a aviação civil, pois a transportadora nigeriana Air Peace encomendou dez jatos regionais Embraer E195-E2 em abril de 2019 com opções para um total de 30 aeronaves. Isso torna a Air Peace a primeira operadora africana de E2 e inaugurará seu primeiro jato da Embraer em julho de 2021. Em fevereiro passado, o OEM brasileiro e a companhia aérea nigeriana assinaram um contrato com a Embraer para fornecer suporte MRO à Air Peace.

A relação entre Brasília e Abuja já é forte, sendo o Brasil o principal parceiro comercial da Nigéria na América Latina e a Nigéria o principal parceiro comercial do Brasil na África. No entanto, esses vários desenvolvimentos parecem estar moldando cada vez mais seu relacionamento, e é provável que desenvolvimentos significativos ocorram nos próximos meses e anos.

Escrito por ADIT – The Bulletin e reproduzido com permissão.