Julho 2, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Municípios brasileiros estabeleceram prazo para notificação sobre assistência à saúde

O Ministério do Desenvolvimento Regional do Brasil anunciou um prazo para os governos municipais informarem sobre o status de sua cobertura de saneamento, um processo que os atores do setor privado estão monitorando de perto, indicando a necessidade de concessões adicionais.

“É verdade que muitos municípios, por diversos motivos, não conseguirão modificar as exigências da nova lei de saneamento, e isso obrigará esses municípios a adotarem o contrato individual ou o modelo de concessão de saneamento. Criar federações em o caso de municípios menores”, disse Percy, diretor-gerente de Água e Esgoto Brasileiro (Afeganistão). Soros disse a Neto BNamericas.

O prazo para os municípios fornecerem informações para atualização do Sistema Nacional de Informação Sanitária (SNIS) é 30 de maio, informou o ministério em comunicado.

“Os municípios que não fornecerem informações ficarão inadimplentes no SNIS e, com isso, ficarão impedidos de receber recursos federais para investimentos na atenção básica à saúde”, disse Paulo Rogério dos Santos e Silva, coordenador geral da área de saneamento do ministério. .

Em meados de 2020, o Congresso aprovou uma nova estrutura que forçaria os municípios a desenvolver um plano para alcançar água e saneamento completos até 2033. As autoridades locais também devem demonstrar que têm capacidade financeira para atingir os objetivos. A maioria dos serviços municipais de água e esgoto no Brasil ainda é feita por concessionárias governamentais.

Segundo estudo da Abcon, de um total de 5.570 municípios do país, 1.117 não atendem às exigências do novo marco legal, o que abre oportunidades para os atores do setor privado.

“Com o tempo, veremos muitas cidades descumprindo as regras e se forçando a avaliar o modelo de oferta”, disse a Otan.

Próximas ofertas, PPPs

READ  André Jardine compara Tigres com Flamengo do Brasil

Desde que as novas regras de saneamento entraram em vigor, muitos estados passaram a incentivar os municípios a criar módulos para oferta de concessões ou PPPs.

Banco de Desenvolvimento O BNDES está em processo de construção de três concessões nos estados do Ceará, Paraíba e Sergipe, e em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Até o momento, o BNDES estruturou sete contratos de concessão de saúde conquistados em leilões recentes.