Setembro 16, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Ladrões de iPhone no Brasil demonstram a importância de procedimentos responsáveis ​​de senha

Os últimos roubos de iPhone no Brasil servem como mais uma história de alerta para usuários que armazenam senhas em um local inseguro em seus aparelhos.

Em junho, houve relatos de 2020 sobre uma série de roubos de iPhone no Brasil. Em vez de trocar o hardware por dinheiro, os ladrões tentaram fazer pagamentos mais lucrativos usando dispositivos para obter acesso não autorizado às contas bancárias das vítimas.

Não se sabe exatamente como os iPhones bloqueados foram hackeados e contas bancárias acessadas, até que integrantes de uma gangue especializada na técnica de São Paulo foram presos. Ao contrário de hacks sofisticados que exigem operações de coleta de dados do governo ou equipamentos caros e explorações de software obscuras, tudo o que é necessário é uma ferramenta de remoção do cartão SIM.

Segundo o delegado Fabiano Barbero, os perpetradores pegaram o SIM do iPhone da vítima e colocaram em outro aparelho fechado, em busca de contas vinculadas a redes sociais como Facebook ou Instagram. Assim que a conta vinculada é encontrada, o invasor procura um endereço de e-mail relevante, que, de acordo com um suspeito, geralmente está vinculado ao ID Apple do usuário.

Usando uma conta de e-mail e número de telefone, os ladrões redefinem a senha do ID da Apple no iPhone desbloqueado, baixam informações de backup do computador do iCloud e conduzem uma busca pela “senha”, provavelmente através do Spotlight. Em muitos casos, o suspeito afirma que as vítimas armazenaram senhas, números de contas e outras informações importantes em texto simples.

9to5Mac Notícias da quadrilha brasileira de crimes do iPhone Hoje mais cedo.

A Apple tem alguns recursos de segurança que podem mitigar partes do ataque, incluindo autenticação de dois fatores e limpeza remota de dados no modo remoto. Na verdade, a empresa prometeu em um relatório no mês passado que teria “acesso fácil” aos recursos de apagamento de dados. No entanto, as medidas de segurança só são eficazes se ativadas antes do roubo.

Nesse caso, e como regra geral, nunca é seguro armazenar senhas localmente em um local inseguro. Para aqueles que lidam com várias senhas ou senhas aleatórias “fortes”, investir em um gerenciador de senhas ou usar as próprias chaves da Apple são opções possíveis.

Mantenha tudo no podcast Apple Insider Semanal da Apple – e receba atualizações instantâneas de notícias do Apple Insider Daily. Ouça esses podcasts dizendo “Ei, sorria” para o seu mini homepot e até mesmo para o nosso último episódio do HomeKid Insider.

Se você gosta da experiência de podcast Advertising Major Apple Insider, pode apoiar o podcast Apple Insider assinando por $ 5 por mês. Por meio do aplicativo Podcast da Apple, Ou Via Patrian Se você gosta de qualquer outro reprodutor de podcast.