Outubro 17, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Estudo da Pfizer para vacinar toda a cidade brasileira contra o Govit-19

Este gráfico tirado em 11 de janeiro de 2021 mostra um frasco e uma seringa na frente do logotipo da Pfizer exibido. REUTERS / Dado Ruvic / Ilustração

BRASÍLIA, 6 de outubro (Reuters) – A Pfizer Inc. (PFE.N) informou nesta quarta-feira que vai testar a eficácia da vacina contra o COVID-19, vacinando toda a população com mais de 12 anos em uma cidade do sul do Brasil.

O estudo será realizado em Toledo, o programa nacional de vacinação do Brasil na parte oeste do estado do Paraná, em colaboração com autoridades locais de saúde, um hospital e uma universidade federal com uma população de 143.000 habitantes.

A Pfizer, que desenvolveu a vacina com a parceira alemã Bioendech SE, disse que o objetivo era estudar a disseminação do vírus corona “na vida real” depois que as pessoas foram vacinadas.

“Esta iniciativa é a primeira e única desse tipo a ser realizada em conjunto com uma empresa farmacêutica em um país em desenvolvimento”, disse a Pfizer.

Estudo semelhante foi realizado pela Putanton, um dos principais centros de pesquisa biomédica do Brasil, na pequena cidade de Cerrana, no estado de São Paulo. O teste testou a shot Koronawak, feita pela chinesa Sinovak Biotech Limited (SVA.O).

Em maio, a vacinação em massa reduziu a mortalidade de COVID-19 em 95% em uma cidade com uma população de 45.644, disse Putan. A empresa está considerando estender o curso para uma terceira dose.

“Aqui, acreditamos na ciência e lamentamos as quase 600.000 mortes de COVID-19 no Brasil”, disse o prefeito de Toledo, Pito Luniti, em entrevista coletiva anunciando o estudo da Pfizer.

Toledo tem pouca resistência à vacina, onde 98% das pessoas tomam a primeira dose, principalmente a vacina Pfizer / Bioendech. A secretária municipal de Saúde, Gabriela Kucharsky, disse que 56 milhões de pessoas foram totalmente vacinadas, incluindo a vacina Govt-19 de Astrogeneneka (AZN.L) e Sinovak.

READ  As preocupações aumentarão com o início da temporada de incêndios florestais no Brasil

Regis Collard, pesquisador do Hospital Moinhos de Vento de Porto Alegre, que participou do estudo, disse que o objetivo era garantir a eficácia e segurança no mundo real da vacina encontrada em testes clínicos.

O estudo observacional também dará aos participantes a oportunidade de se submeter a um monitoramento de longo prazo por até um ano para responder a questões persistentes, como a duração da proteção da vacina contra Covit-19 e novas variantes do vírus, disse Coward.

Relatório de Anthony Botley; Edição de Jason Neely, Mark Porter e Bill Berkrod

Nossos padrões: Políticas da Fundação Thomson Reuters.