Agosto 20, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Equador e Uruguai se classificam para Copa do Mundo no Catar, com ajuda do Brasil

Giorgian de Arrascaeta levou o Uruguai à Copa do Mundo com o único gol do jogo contra o Peru nesta quinta-feira, resultado que também garantiu a passagem do Equador para o Catar, com a ajuda do Brasil.

O Equador caiu para uma derrota por 3 a 1 no Paraguai, mas ainda se classificou para uma Copa do Mundo pela quarta vez – em todo este século – graças à vitória do Uruguai e à já qualificada vitória de 4 a 0 do Brasil sobre o Chile.

Dezenove equipes já se classificaram para as finais no Catar no final deste ano, com 13 vagas ainda disponíveis.

Com Argentina, que enfrenta a Venezuela na sexta-feira, também já classificada, Peru e Chile agora disputam o quinto lugar do play-off intercontinental do único grupo sul-americano de qualificação ao lado da Colômbia, que encerrou enfaticamente uma sequência de sete jogos sem gols com um 3 a 0 sobre a Bolívia.

Foi uma reviravolta notável para o Uruguai desde um período desastroso no final do ano passado, quando perdeu quatro partidas seguidas, sofrendo 11 gols, marcando apenas um e caindo para o sétimo lugar no grupo de 10 equipes.

Isso significou o fim do icônico técnico Oscar Tabarez, que passou um recorde de 15 anos no comando e levou o “Celeste” à semifinal da Copa do Mundo em 2010 e ao título da Copa América um ano depois.

Mas seu sucessor, Diego Alonso, venceu três de três e levou o Uruguai – vencedores em 1930 e 1950 – à quarta final consecutiva.

O Peru teve uma chance gloriosa de assumir a liderança quando Andre Carillo pegou Gianluca Lapadula sem marcar 10 jardas, mas Sergio Rochet mergulhou para a esquerda para evitar um cabeceamento firme.

READ  Por que dois projetos térmicos no Brasil estão sob pressão ambiental

O Uruguai esteve bem no topo a partir de então e mereceu o seu gol de abertura.

De Arrascaeta acertou o rebote três minutos antes do intervalo, depois que Luis Suárez viu um chute bater na trave.

Federico Valverde quase fez dois logo após o intervalo, acertando um impressionante chute de 40 jardas na barra.

No entanto, houve alguns nervos à flor da pele, já que Rochet quase foi apanhado por um cruzamento de Miguel Trauco.

O VAR teve que verificar se Rochet impediu que a bola cruzasse a linha, e mal havia milímetros nela.

A classificação do Equador deveu-se mais a uma campanha sólida do que ao desempenho caótico de quinta-feira na chuva forte em um campo difícil em Ciudad del Este.

Os presságios eram ruins antes do pontapé inicial, já que o Equador já havia perdido em todas as oito viagens anteriores ao Paraguai pelas eliminatórias da Copa do Mundo desde 1981.

Os anfitriões abriram a vantagem aos nove minutos, depois que o Equador deu a bola fora de sua área e Julio Enciso entrou Robert Morales para chutar alto para o teto da rede.

Piero Hincapie marcou um gol contra de comédia a 40 jardas de profundidade nos acréscimos do primeiro tempo, jogando um passe às cegas com muita força para um goleiro que estava fora de posição.

Poderia ter sido pior momentos depois, mas Enciso acertou a trave com um voleio quando a defesa mais inepta deixou três jogadores paraguaios entrarem atrás da defesa.

No entanto, o Paraguai não teve que esperar muito pelo terceiro, pois Pervis Estupinan deu a bola dentro de sua própria área aos 54 minutos, enquanto tentava controlá-la no peito, permitindo que Miguel Almiron chutasse rasteiro para o canto inferior.

READ  Fraco primeiro trimestre com queda da produção no Brasil

O pênalti tardio de Jordy Caicedo não serviu de consolo na noite, embora essa derrota seja rapidamente esquecida entre as comemorações.

Neymar marcou seu retorno à seleção brasileira ao marcar um pênalti, enquanto Vinicius Junior, um pênalti de Philippe Coutinho e Richarlison detonaram o Chile, cujas esperanças de classificação estão por um fio.

O Chile agora deve vencer o Uruguai em casa na terça-feira e torcer para que Peru e Colômbia não vençam, respectivamente em casa para o Paraguai e fora para a Venezuela.

Gols de Luis Diaz, Miguel Borja e Mateus Uribe mantiveram vivas as chances da Colômbia.

Para se classificar, eles devem superar o resultado do Peru na terça-feira, mas não ser superados pelo Chile.

Assista aos vídeos mais recentes de DH aqui: