Setembro 16, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Em resumo: Operações aeroportuárias no Brasil

Aeroportos

Posse

Quem é o dono dos aeroportos?

O governo federal possui a maioria dos principais aeroportos do Brasil. Infro é uma companhia aérea controlada e administrada pelo governo. Em preparação para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, e em resposta à demanda do público, o governo federal privatizou três grandes aeroportos brasileiros em 2012:

  • O Aeroporto de São Paulo-Guarulhos (Kumbika) foi vendido para um grupo de investidores denominado Investimentos e Participações em Infraestrutura SA e Empresa de Aeroportos da África do Sul;
  • O Aeroporto de Viracopos, localizado a cerca de 90 km da cidade de São Paulo, foi vendido para um pool de investidores denominado Aeroportos Brasil; E
  • O Aeroporto de Brasília foi vendido para a Inframerica, conglomerado de investidores afiliado à Infravix Participatory SA e Corporation America SA.

Em 2013, também foram vendidos os aeroportos internacionais do Rio de Janeiro (Galeão) e Belo Horizonte (Confins) para um grupo de investidores denominado Aeroportos do Futuro, respectivamente. , E para um grupo de investidores denominado Aeropracil, joint venture entre a CCR (brasileira) e a Flucafen Zurich (Suíça). Além disso, o Aeroporto Internacional de Natal (no estado do Rio Grande do Norde) está sob gestão privada desde 2011. O aeroporto internacional é administrado pela Inframerica, joint venture que administra o Aeroporto de Brasília.

Em março de 2017, os aeroportos de Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Florianópolis (em Santa Catarina), Salvador (na Bahia) e Fortaleza (na Serra) foram privatizados. A Frontport AG Frankfurt Airport Services adquiriu os aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza, a francesa Vinci Airports adquiriu o Aeroporto de Salvador e a suíça Zurich Airport International AG Aeroporto de Florianópolis.

Em março de 2019, três blocos de 12 aeroportos foram privatizados:

  • Quatro aeroportos localizados no estado de Mato Grosso, incluindo o Aeroporto Internacional de Cuba e três aeroportos regionais (Synop, Alta Florista e Rondônia) foram adquiridos por um pool de investidores denominado Aerostay;
  • Seis no Nordeste (Machió / AL, Aracaju / SE, Jono Bezova / PP, Campina Grande / PP, Juciro do Norde / CE e Recife / PE) foram adquiridos pela investidora espanhola Aina Deserolo International; E
  • Duas na região Sudeste (Vitória / ES e Macaé / RJ) foram adquiridas pela Flughafen Zurich, enquanto a mesma empresa adquiriu os aeroportos Canbins (Belo Horizonte) e Florianópolis em 2013 e 2017.
READ  Corp Dev Guide, Chicago Startups, Brazilian E-Commerce Landscape-Tech Crunch

Os seguintes aeroportos foram privatizados em 7 de abril de 2021:

  • Desenvolvido pelos Aeroportos Bloco Sul, Curitiba / PR, Phos do Igua / PR, Nouakchott / SC, Londrina / PR, Joinville / SC, Bagacheri / PR, Belodas / RS, Uruguai / RS e Bake / RS. Participação em concessões (CPC);
  • Bloco Central, desenvolvido pelos aeroportos de Goiânia / GO, São Luís / MA, Teresina / PI, Palmas / TO, Petrolina / PE e Imperatriz (MA); E
  • Administra North Knock e Aeroporto de Salvador / BA, desenvolvido por Manas / AM, Porto Velho / RO, Rio Franco / AC, Cruzero Dosal / AC, Tabadinga / AM, Toffee / AM e Boa Vista / RR.

Os investidores que compraram o Aeroporto de Viracopos, batizado de Aeroportos Brasil, entraram com o pedido de recuperação judicial da falência (também conhecida como reestruturação judicial) em 2018. O plano de recuperação judicial apresentado pela Airportos Brasil no âmbito do processo de reestruturação foi aprovado pelos seus credores. No início de 2020, a Airportos Brasil apresentou seu pedido de rescisão do contrato de concessão com o Governo Federal e devolução do Aeroporto de Viracopos a leilão.

Em março de 2020, a Inframerica apresentou um pedido para devolver o aeroporto de Nadal ao governo federal em um novo leilão. Em junho de 2020, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o Ministério da Infraestrutura aprovaram a nova licitação dos aeroportos de Nadal e Viracos para novos comitês de gestão. Em 4 de abril de 2021, a ANAC recebeu três ofertas relacionadas ao aeroporto de Nadal. O leilão de Viracopos ainda está pendente.

Licenciamento

Qual é o sistema de licenciamento de aeroportos?

A Infraro concede licenças para uso comercial de espaço aeroportuário, especialmente para varejistas e operadores de instalações (por exemplo, operadores de estacionamento). A ANAC é responsável por fazer cumprir as concessões, supervisionar o processo de isenção estadual para aeroportos sob a supervisão do Ministério da Infraestrutura e aprovar o plano de ação aeroportuário de cada operadora aeroportuária.

Regulação econômica

Existe uma regulamentação econômica dos aeroportos? Como funciona?

A Lei Brasileira nº 6009 de 26 de dezembro de 1973 (Lei 6009) criou os seguintes tipos de passagens aéreas, que ainda são válidos pela legislação brasileira:

  • Embarque doméstico;
  • Embarque internacional;
  • rescisão do contrato de trabalho;
  • தரையிறக்கம்;
  • Estacionamento;
  • Armazém; E
  • Movimentação de carga.

A autoridade para definir essas tarifas depende de cada tipo de aeroporto.

READ  O Tribunal Superior do Brasil aprovou um julgamento em Bolsanaro sobre um acordo de vacina

Existem três tipos de aeroportos no Brasil: aeroportos administrados por infra, aeroportos administrados por joint ventures privadas sob contrato de concessão com o governo federal e aeroportos administrados por estados dos municípios sob contrato de grupo com o Ministério da Infraestrutura. Determinação das tarifas aeroportuárias, sujeito aos regulamentos da ANAC.

A Lei 6009 também estabeleceu os tipos de passagens aéreas. O Departamento de Controle de Tráfego Aéreo (DECEA), a que se refere o Comandante da Aeronáutica, tem autoridade legal para definir e ajustar as tarifas aéreas de tempos em tempos. Existem atualmente três tipos de tarifas cobradas de um proprietário ou operadora de linha aérea: Comunicações de Navegação Aérea e Ajuda na Rota (TAN), Comunicações de Navegação Aérea e Auxílio por Rádio. Taxas de utilização de comunicações de navegação aérea e acesso rádio-assistido na área de controle de acesso (TAT APP), e área de controle de aeródromo (TAT ADR).

De acordo com a Portaria n.º 925, de 18 de março de 2020, a lei foi alterada para 14.034) Em agosto de 2020, o Governo Central diferiu o pagamento de todas as tarifas aéreas devidas em 2020 e autorizou as empresas gestoras de aeroportos o pagamento até 18 de dezembro de 2020. O Governo Federal também revogou a Portaria nº 861 / GM-1, emitida pelo Ministério da Aviação Civil, sobre a taxa de embarque internacional instituída em 9 de dezembro de 1997.

Acesso

Existem leis ou regulamentos que restringem ou qualificam o acesso aos aeroportos?

A Infraro controla o acesso a diferentes aeroportos e áreas aeroportuárias, dependendo do tipo de operação e da capacidade de cada aeroporto. O acesso a esses aeroportos só pode ser obtido por meio da Infraero.

As regras de acesso aos aeroportos privados são definidas por cada empresa operadora e são responsáveis ​​pelo cumprimento das atividades de fiscalização da ANAC e dos contratos de concessão e requisitos legais.

Reserva

Como os assentos são alocados em aeroportos lotados?

A ANAC é responsável pelas reservas nos aeroportos integrados de nível 3 do Brasil. Atualmente, existem cinco aeroportos brasileiros nesta categoria: Congohaus (CGH / SBSP), Guarrellas (GRU / SBGR), Pampulha (PLU / SBBH), Recife (REC / SBRF) e Santos Dumont (SDU / SBRJ). A ANAC aloca assentos com base nos planos de negócios aprovados de uma operadora. Para locais controversos em aeroportos congestionados, leilões são realizados. A ANAC detém 20% das vagas para novos ingressantes.

READ  Polícia brasileira apreende M 33 milhões em esquema de fraude de criptografia

No passado, a ANAC colocou os operadores em risco de usar ou perder espaços. Devido à crise econômica no Brasil, a ANAC vem aumentando o seu não uso de espaço desde 2016.

Em março de 2020, a ANAC relaxou a regra ‘use ou perca’ para proteger os direitos adquiridos das transportadoras aéreas dos efeitos da epidemia Covit-19, ou seja, reduzindo a demanda de passageiros e eliminando o uso de slots. Este desconto regulatório é válido de 12 de março de 2020 a 24 de outubro de 2020.

Manuseando o chão

Existem leis ou regulamentos relativos ao manuseio do piso? O que eles são?

A ANAC regula as atividades de assistência em escala por meio de um conjunto de regras publicadas. O acesso aos serviços de assistência em escala é gratuito de acordo com as regras da ANAC. A Resolução ANAC nº 116, de 20 de outubro de 2009, obriga as empresas privadas contratadas pelo Regimento Geral, Oficiais de Aeroportos e Oficiais de Aeroportos a prestação de serviços auxiliares, bem como o cumprimento dos requisitos técnicos. Freqüentemente, apenas um provedor de serviços se qualifica em aeroportos específicos, onde a concorrência é mínima.

Controle de tráfego aéreo

Quem fornece serviços de controle de tráfego aéreo? E como eles são controlados?

O tráfego aéreo é regulamentado pelo Ministério da Defesa e o DCEA sob a Força Aérea Brasileira. Os serviços de controle e gerenciamento de tráfego aéreo são executados por uma combinação de reguladores da aviação civil e militar sob supervisão militar. Desde 2010, o DECEA é membro da Organização dos Serviços de Navegação Aérea Civil.

Em 19 de novembro de 2019, o Congresso Brasileiro aprovou a Lei 13.903, que autorizou a NAV Brasil, uma empresa estatal, a prestar serviços de navegação aérea. De acordo com a lei, a NAV Brasil administrará, operará e operará comercialmente os serviços e infraestrutura de navegação aérea na extensão fornecida pela Força Aérea Brasileira.

Data especificada por lei

OK:

Forneça a data em que o conteúdo acima é exato.

27 de julho de 2020.