Maio 20, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Danos causados ​​pela ‘velocidade do vento’ no Brasil

Danos causados ​​pela ‘velocidade do vento’ no Brasil

Encostado na janela de sua modesta casa de concreto amarelo-claro, Paulo Roberto contempla orgulhoso suas plantações de milho e mandioca. Neste dia de início de verão no Hemisfério Sul, pequenos tufos dispersos pareciam finalmente emergir da terra ocre ressequida da região Nordeste do Brasil. “É a coisa mais linda do mundo”, disse o agricultor de 73 anos, magro como um galho e marcado por longas horas de trabalho sob o sol.

Em Parazinho, pequeno município rural do estado do Rio Grande do Norte (5.200 habitantes), cercado pelos ventos do Atlântico, o agricultor passou a vida na esperança de cultivar sua terra em paz. Mas a paz tropical foi brutalmente abalada em 2015, quando a empresa brasileira Energisa instalou um parque eólico num parque vizinho. Quinze mastros eólicos de 100 metros com pás de 49 metros cercam agora as 30 pequenas casas da aldeia de Roberto.

Um deles fica a 150 metros de sua casa. Um zumbido semelhante ao de um grande ventilador emana da rotação do motor. “Isso está me deixando louco”, disse o agricultor sem sono, que nem conseguia ouvir os visitantes batendo na porta. Às vezes, quando o vento diminui ou sopra com muita força, a turbina eólica para de funcionar com um som parecido com uma explosão: “Eu pulo toda vez!”

Turbinas do parque eólico Voltalia em Serra do Mel (Rio Grande do Norte, Brasil) em 18 de dezembro de 2023.

No Brasil, campeão das energias verdes, 83% da geração de eletricidade vem de fontes renováveis, e a energia eólica está crescendo. Como resultado da política de eficiência implementada desde 2009, foram instalados cerca de 1.016 parques eólicos em todo o país, representando 14% da produção eléctrica do país, muito atrás da hídrica (52%), mas à frente do gás natural (9%) e solar (6). %), segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica. O Brasil é hoje o sexto maior produtor de energia eólica do mundo.

READ  Mercados emergentes – peso chileno avança com apoio do banco central, real brasileiro cai
Consulte Mais informação Somente assinantes Projetos de energia renovável estão aumentando em todo o mundo

Uma paisagem radicalmente alterada

Num período de 10 anos, a capacidade instalada aumentou doze vezes entre 2012 e 2023, de 2,5 para 30 GW. Mas o desenvolvimento da energia eólica não ocorreu sem contratempos. Uma investigação por o mundoEm associação com uma empresa de mídia brasileira Correspondente BrasilDevido à falta de regulamentação adequada, esse rápido desenvolvimento tem sido fonte de uma série de danos ambientais e sociais, envolvendo principalmente muitos grupos franceses do setor de energia eólica no estado do Rio Grande do Norte.

Localizado no extremo nordeste e afetado pelos ventos alísios, o pequeno estado do Rio Grande do Norte (do tamanho da Eslováquia) possui metade dos parques eólicos do país. No Parazinho, a “ventosa” mudou drasticamente a paisagem. Moinhos de vento margeiam as estradas até onde a vista alcança, esmagando pequenas casas com sua massa. Na França, a lei determina uma distância mínima de 500 metros entre aerogeradores e residências, enquanto no Brasil não existe tal regra.

Neste artigo você deve ler 76,79%. O resto é apenas para assinantes.