Julho 2, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

City Life Arc – Brasil espera que os melhores surfistas do mundo retornem ao Oyo Rio Pro oferecido pela Corona

  • João Chianca e Sol Aguirre receberam wildcards do evento
  • Yako Dora, Michael Rodriguez e Miguel Tudola substituem os surfistas lesionados Kelly Slater, John John Florence e Seth Monis
  • Mais disponíveis WorldSurfLeague. com
O Big Crow desfila durante a 4ª Rodada Masculina do OI RIO PRO em 22 de junho de 2019 no Rio de Janeiro, Brasil, na Praia da Perinha em Sakura. (Foto por Damien Paulinote / WSL via Getty Images)

A World Surf League (WSL) está sendo atualizada para 2022 Apresentado por Y Rio Pro Corona, Número de parada no WSL 2022 Championship Tour (CT). 8. Saquarema receberá alguns dos melhores surfistas do mundo com um período de espera de quinta-feira 23 de junho a quinta-feira 30 de junho. A luta pelo WSL Final 5 está marcada para ser a terceira partida após o corte no meio da temporada. Finais do Rip Curl WSL.

Oi Rio Pro Corona é oferecido com wild card e atualizações de lesões

Gabriel Medina (BRA) e Caroline Marx (EUA) Os Wildcards da Temporada da WSL continuarão a competir na segunda metade do Torneio WSL CT 2022.

João João Florença (HAW) A Oi deixou o Rio Pro para se recuperar de um MCL rasgado. Miguel Rodríguez(BRA), o surfista brasileiro mais bem classificado na série Men’s Challenger. Seth Monis (HAW) continua a recuperar da lesão no joelho e será substituído Miguel Tudola (PER), chefe da Série Latino-Americana de Qualificação Masculina. Yako Dora (BRA), Wild Card da temporada 2023 da WSL e substituição de lesão em 2022, 11 vezes campeã da WSL Kelly Slater (EUA), retirado por lesão.

Alma Aguirre Após seu sucesso nos eventos (PER) Copa Sails of Change Galápagos e ROXY Iquique Pro Qualifying Series, o Oi Rio Pro se juntará aos melhores surfistas do mundo como wild card. João Chianga O evento (BRA) para homens retornará ao CT como um curinga. Cianca se destacou na primeira metade da temporada do CT, mas perdeu a chance de avançar depois que o corte no meio da temporada caiu.

Todos os olhos nos líderes do ranking Philippe Toledo e Carissa Moore no Oi Rio Pro

READ  Licinio Januario criará WoloTV Black-Focused Global Streaming Service do Brasil

Vice-campeão do CT de 2021 e atual líder do ranking, Felipe Toledo (BRA), a Oi é a melhor surfista dos 5 anos de história do Rio Pro, vencendo três das cinco provas realizadas entre 2015 e 2019. Toledo venceu o primeiro Oi Rio Pro em 2015, com as duas primeiras provas de 10 pontos no evento em Postinho, Barra da Dijuka. Os outros dois títulos foram em Saquarema em 2018 e 2019, onde o Toledo perdeu apenas uma bateria na etapa brasileira do CT em três anos de história.

Cinco vezes campeão da WSL e medalhista de ouro olímpico Carissa Moore (HAW), o Oi Rio Pro lidera o ranking do CT com 1.775 pontos. Moore, que entrou na final do RP Curl WSL no ano passado como o surfista favorito número um, manteve essa vantagem continuando sua presença em campo. Desde que ingressou no CT, Moore é o mais bem-sucedido do Brasil, terminando em segundo lugar na edição final do Oi Rio Pro 2019 e garantindo uma vaga nas quartas de final ou mais.

Corona Women’s Open Round 1 Tournament apresentado pelo Oi Rio Pro:
Bateria 1: Prisa Hennessy (CRI), Lucky Peterson (EUA), Tatiana Weston-Webb (PRA)
Bateria 2: Carissa Moore (HAW), Courtney Conlock (EUA), Soul Aguirre (PER)
HEAT 3: Johann Defey (FRA), Isabella Nichols (AUS), Carolyn Marx (EUA)
HEAT 4: Stephanie Gilmore (AUS), Tyler Wright (AUS), Gabriela Bryan (HAW)

Apresentado por Y Rio Pro Corona Open Masculino Round 1:
Bateria 1: Italo Ferreira (PRA), Colohe Antino (EUA), Yako Dora (PRA)
HEAT 2: Griffin Colopindo (EUA), Matthew McLeve (ZAF), João Chianga (BRA)
HEAT 3: Jack Robinson (AUS), Jack Marshall (EUA), Michael Rodriguez (BRA)
Bateria 4: Philippe Toledo (PRA), Samuel Bubo (PRA), Miguel Tudola (PER)
Bateria 5: Canova Igarashi (JBN), Connor O’Leary (IUS), Gabriel Medina (PRA)
HEAT 6: Ethan Ewing (AUS), Jordi Smith (ZAF), Jackson Baker (AUS)
HEAT 7: Callum Robson (AUS), Caio Ibelli (BRA), Jadson André (BRA)
HEAT 8: Baron Mamiya (HAW), Miguel Bubo (BRA), Not Young (EUA)

READ  Yamaguchi Falcao retorna a São Paulo, Brasil, em 15 de janeiro

Para mais informações por favor visite WorldSurfLeague. com.

Local do evento durante a Rodada 3 em 21 de junho de 2019 na Praia de Itana, Rio de Janeiro, Brasil. (Foto por Damien Paulinote / WSL via Getty Images)

Assista ao vivo
O Oi Rio Pro, oferecido pela Corona, abre em 23 de junho e vai até 30 de junho. Uma vez ativado, o evento será transmitido ao vivo. WorldSurfLeague. com, Canal do YouTube da WSLE livre Aplicativo WSL. Verifique as listas locais para a cobertura dos parceiros de transmissão da WSL. Para os fãs assistindo no Brasil, o torneio continuará exclusivamente nas quartas de final e além WorldSurfLeague. com E SportTV.

Anúncios da Covit-19
A saúde e a segurança de nossos atletas, funcionários e comunidade local são de suma importância e a WSL trabalha em estreita colaboração com as autoridades locais para estabelecer procedimentos rigorosos para manter todos seguros.

Oi Rio Pro by Corona é orgulhosamente apoiado por nossos parceiros Oi, Corona, Cidade de Saquarema, Hawaianas, Pura Vida, Red Bull, Oakley, Hydro Flask, True Surf, Expedia, Apple, BF Goodrich, Localiza, Enel, Oakberry. Australian Gold, 51 Ice, Bango Do Brasil, BP Asset e Dictoc.

Para mais informações por favor visite WorldSurfLeague. com.

Sobre a WSL
Fundada em 1976, a World Surf League (WSL) é o lar de alguns dos melhores surfistas do mundo. A WSL, uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, supervisiona turnês e torneios internacionais, com uma divisão de estúdio produzindo mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda e a maior sub-onda artificial de alto desempenho do mundo via Waco. Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA.

A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf masculino e feminino. A Global Tours and Competition Division supervisiona e gerencia mais de 180 torneios globais ao longo do Championship Tour a cada ano, incluindo o Challenger, Qualifying e Junior Series, bem como camadas de desenvolvimento, incluindo as propriedades de long board e big wave.

READ  Vírus Corona - Zâmbia: Parceria com o WFP para fornecer equipamentos de proteção individual ao governo brasileiro da Zâmbia

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de programas de televisão não escritos, incluindo documentários e séries, oferecendo acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais em todo o mundo. Os eventos e conteúdo da WSL são distribuídos na televisão linear em mais de 743 milhões de lares em todo o mundo e em plataformas de mídia digital e social em todo o mundo, incluindo WorldSurfLeague. com.

A Waveco inclui as instalações do Surf Ranch Lemur e o uso e licença do Kelly Slater Wave System.

A WSL se dedica a transformar o mundo através da inspiração do surf, criando eventos, experiências e histórias do mundo real que inspiram a crescente comunidade global a viver com propósito, originalidade e Stoke.

Para mais informações por favor visite WorldSurfLeague. com.