Maio 24, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Cientistas identificam novas espécies de dinossauros a partir de pegadas no Brasil

Cientistas identificam novas espécies de dinossauros a partir de pegadas no Brasil

Tempo estimado de leitura: menos de um minuto

SÃO PAULO – O Serviço Geológico do Brasil anunciou quinta-feira uma nova espécie de dinossauro, um animal rápido que viveu no deserto durante o início do período Cretáceo.

A nova espécie, chamada Pharlowichnus rapidus, era um pequeno carnívoro do tamanho de um pássaro Serima moderno, ou cerca de 60 a 90 centímetros de altura, disseram os pesquisadores. A descoberta foi publicada na revista científica Cretaceous Research.

“Pela grande distância entre as pegadas encontradas, pode-se inferir que se tratava de um réptil muito rápido que corria por dunas antigas”, afirmou o Serviço Geológico em comunicado.

O período do Cretáceo Inferior durou de 100 a 145 milhões de anos atrás.

As “pegadas” fossilizadas de dinossauros, como os cientistas as chamam, foram descobertas pela primeira vez na década de 1980 pelo padre e paleontólogo italiano Giuseppe Leonardi, hoje na cidade de Arráquara, no estado de São Paulo.

Em 1984, Leonardi doou ao Museu de Geociências do Brasil um dos vestígios da chamada Formação Potucatu, um grupo de rochas formadas por um antigo deserto de dunas.

O paleontólogo do museu Rafael Costa disse que as pegadas eram diferentes de todas as pegadas de dinossauros conhecidas.

Últimas histórias científicas

Mais histórias nas quais você pode estar interessado

READ  As mulheres do Canadá vencem o Brasil e conquistam o ouro na FIBA ​​3x3 AmeriCup