Agosto 16, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Brasil quer comprar o máximo de diesel possível da Rússia e negociações estão em andamento

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Franca, participa de uma entrevista coletiva após conversas com seu colega russo Sergei Lavrov em Moscou, Rússia, em 16 de fevereiro de 2022. REUTERS/Shamil Zhumatov/Piscina/Foto de arquivo

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

NAÇÕES UNIDAS/RIO DE JANEIRO 12 Jul (Reuters) – O Brasil quer comprar o máximo de diesel possível da Rússia, e alguns negócios foram “fechados ainda ontem”, disse o chanceler brasileiro, Carlos Branca, nesta terça-feira. Fornece mais detalhes sobre as transações.

“Temos que ter certeza de que temos diesel suficiente para o agronegócio brasileiro e, claro, para os motoristas brasileiros”, disse Franca a repórteres durante visita às Nações Unidas em Nova York. “É por isso que estamos procurando os fornecedores de diesel mais seguros e confiáveis ​​- a Rússia é um deles.”

O Brasil quer comprar “tanto quanto pudermos” da Rússia, disse ele.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

Não ficou imediatamente claro como o Brasil compraria diesel russo contra as sanções ocidentais impostas a Moscou por sua invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro.

Perguntado se havia alguma resistência ocidental nos planos de comprar diesel da Rússia, Branca disse: “Acho que não”.

“A Rússia é um parceiro estratégico do Brasil. Somos parceiros do BRICS”, disse ele, referindo-se ao agrupamento que inclui Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul e é considerado uma poderosa alternativa de mercado emergente ao Ocidente.

“Nós dependemos muito das exportações de fertilizantes da Rússia e da Bielorrússia. Claro, a Rússia é um grande fornecedor de petróleo e gás. Você pode perguntar à Alemanha sobre isso. Você pode perguntar à Europa sobre isso. ” ele disse.

READ  Otimismo com forte demanda de importação de GNL do Brasil, apesar dos altos preços

Na terça-feira, pessoas familiarizadas com o assunto disseram à Reuters que o governo brasileiro organizou duas reuniões entre pelo menos três exportadores russos de diesel e distribuidores de combustível no Brasil. O embaixador russo no Brasil, Alexei Kasimirovich Labetsky, também participou das reuniões, disseram as pessoas.

De acordo com uma das pessoas, que falou sob condição de anonimato, as negociações entre exportadores e distribuidores foram conduzidas pelos ministérios de Energia e Relações Exteriores do Brasil e visavam assegurar às empresas participantes que não seriam alvo de sanções internacionais. Fez negócios com fornecedores russos.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse na segunda-feira que estava perto de um acordo com Moscou para comprar diesel muito mais barato, no que parece ser o mais recente benefício tangível de seu relacionamento amigável com o presidente Vladimir Putin. consulte Mais informação

Os altos preços dos combustíveis prejudicaram as esperanças de reeleição de Bolsonaro antes da votação de outubro, deixando-o atrás nas pesquisas para o ex-líder de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

Reportagem de Michelle Nichols nas Nações Unidas e Kanishka Singh em Washington; Reportagem adicional de Rodrigo Viga Gaier e Rafaella Barros; Edição por Matthew Lewis e Christopher Cushing

Nossos padrões: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.