Maio 22, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Brasil desistiu após 16 anos nos Emirados Árabes Unidos

Brasil desistiu após 16 anos nos Emirados Árabes Unidos

FAYETTEVILLE – Jeff Brazile tem sido um elemento básico do programa de basquete feminino do Arkansas por 16 anos.

Esse capítulo termina no final deste mês. Brazile, que recentemente atuou como assistente especial do treinador principal e diretor de vídeo, começará o que o técnico do Razorbacks, Mike Neighbours, chamou de “oportunidade inacreditável” com uma empresa de vídeo.

Ele é o segundo membro mais antigo da equipe, atrás da diretora Amber (Nicholas) Shire, que serviu 31 temporadas após sua carreira de jogador de quatro anos com o Razorbacks de 1989-92.

O Brasil trouxe pela primeira vez um funcionário pago em 2009 como diretor assistente de operações de vídeo do então técnico Tom Colon.

“Jeff basicamente veio como voluntário, querendo colocar o pé na porta, disposto a fazer qualquer coisa”, disse Shirey. “Observá-lo crescer durante todo o processo foi incrível. Ele tem sido uma pessoa muito leal ao programa e, para mim, um grande amigo. Vou sentir muita falta dele.”

A equipe viaja para o Brasil na sexta-feira. Para comemorar seus anos com o show, ele recebeu um não. 16 camisas premiadas. Os parabéns chegaram às redes sociais de ex-jogadores, treinadores e pessoal de apoio.

Sua nova função será na Just Play, uma plataforma de observação, análise e compartilhamento de vídeo usada por programas esportivos de alto nível.

“Eu sempre disse a ele que ele seria ótimo em qualquer coisa porque ele podia falar com as pessoas e se dar bem com elas. Ele podia falar com alguém com muito dinheiro ou com qualquer pessoa. Vindo do nada.

“Ele pode se relacionar com muitas pessoas diferentes, e acho que isso diz muito.”

READ  Brasil vê aumento nas exportações de milho - Ohio Ag Net

Antes da temporada 2021-22, o Brasil foi promovido pela Neighbours para se tornar seu assistente especial. Um resultado que um vizinho disse ter sido bem merecido.

“O título de ‘coordenador de vídeo’ é o pior cargo para ele”, disseram os vizinhos. “É como, ‘Oh, o que você faz? Você filma os jogos? Vou ouvir alguém dizer isso. Se as pessoas realmente acham que você deveria mudar o título dele porque primeiro ele criou o sistema.

“Quando eles conseguiram o centro de desempenho de basquete, Jeff escolheu e organizou tudo.

“É por isso que ele é contratado [for his new role] Porque não importa há quanto tempo ele está aqui, ele definiu o padrão em integração de vídeo. As pessoas o convidam para falar em seminários. Eles o convidam para ideias. É apenas uma questão de tempo até que alguém diga: ‘Ei, queremos contratar essa pessoa.’ anos-em-ua/”

Os vizinhos notaram que os corredores dos escritórios podem ficar mais silenciosos quando o Brasil for embora. Os treinadores e outros funcionários costumam chamar seu nome em voz alta para consertar problemas de equipamento.

“A tecnologia passou por mim”, disse Neighbours. “Quero dizer, o número de vezes que você ouve a palavra ‘Jeff’ no corredor todos os dias é um trabalho de um milhão de dólares. … Ele é um consertador de muitas coisas. É um aspecto importante de como nosso dia corre. Nós temos uma equipe do campus que faz isso, mas vamos primeiro passar por Jeff porque há uma boa chance de ele conseguir.

Além de adaptar filmes e atividades de reconhecimento para os Razorbacks, Neighbours disse que o Brasil era um amigo próximo e alguém com quem ele poderia contar para conselhos.

READ  Acionistas minoritários condenam brasileiros-americanos por 'fraude multibilionária'

“Se alguém conhecia Jeff, sabia que ele amava as pessoas com quem trabalhava”, disse Neighbours. “Ele ama os Razorbacks, mas ama as pessoas… Ele era um protetor para mim e para o resto da equipe. Ele era nosso segurança de vez em quando. Ele pularia na frente de qualquer coisa em nós. Os jogadores, nossa equipe, nossa equipe, qualquer coisa – isso atingiu seu coração. Ele ama seu povo.”