Setembro 27, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Bolzano do Brasil, que foi esfaqueado em 2018, pode precisar de cirurgia de emergência

BRASÍLIA, 14 de julho (Reuters) – O presidente brasileiro, Jair Bolzano, foi transferido para o Hospital São Paulo na quarta-feira para um transplante de intestino, e o gabinete do presidente disse que ele poderia fazer uma cirurgia de emergência para seu mais recente problema de saúde da facada de 2018.

O Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para onde Bolsanaro, de 66 anos, foi realocado, disse na quarta-feira que o presidente seria internado no hospital “inicialmente sob administração conservadora”.

Seu filho, Flavio, em declarações à rádio Joam Bono, disse que Bolzano havia sido transferido para uma unidade de terapia intensiva em Brasília no dia anterior e estava em tratamento.

“Ele inalou para impedi-lo de respirar o fluido que sai de seu estômago”, disse Flavio Bolzano em uma entrevista.

Chegou a notícia de que Bolsanaro foi internado no hospital depois que o líder de extrema direita se envolveu em pesquisas de opinião devido ao tratamento da segunda pior infecção por vírus corona do mundo e corrupção na compra de vacinas pelo governo.

Inclui perguntas sobre sua saúde devido a um soluço crônico, uma tosse teimosa após a infecção COVID-19 em 2020 e uma série de cirurgias após ser esfaqueado no caminho da campanha pouco antes de sua vitória nas eleições de 2018.

Logo após a notícia de sua transferência para São Paulo, Bolzano postou uma foto sua deitado em uma cama de hospital com os olhos fechados, sorrindo e coberto por sensores e cabos. Parecendo ser um padre, com uma cruz de ouro, ele ficou ao seu lado e colocou a mão no ombro do presidente.

“Obrigado a todos por seu apoio e orações”, disse Bolzano no post.

READ  Erupções Govt-19: piores erupções na América do Sul e América Latina

Bolzano foi a um hospital militar em Brasília na manhã de quarta-feira, inicialmente dizendo que seu consultório precisava fazer exames para soluços crônicos.

Mas então, o gabinete do presidente decidiu que Antonio Luis Macedo, um cirurgião que passou por uma cirurgia em Polsnaro em 2018, deveria ir ao presidente São Paulo para mais exames para investigar o intestino proibido e cirurgias de emergência.

Em entrevista coletiva, o ministro das Comunicações do Brasil, Fabio Faria, disse que Bolzano desmaiou pela manhã e poderia ir para o mesmo hospital onde havia sido operado por Macedo. Chegou ao Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, à noite, e viu imagens na televisão.

Faria acrescentou que a agenda do presidente será zerada em 48 horas.

Em outra entrevista à CNN Brasil, o filho de Bolzano, Flavio, disse que um procedimento para remover o fluido do estômago de seu pai foi feito por precaução. Ele também disse que se seu pai precisasse de uma cirurgia, ele estava certo de que não seria uma operação séria.

Bolsanaro quase morreu após ser esfaqueado em 2018, resultando em várias cirurgias de acompanhamento.

Recentemente, Bolzano parecia indisposto. Em um discurso nacional nas redes sociais na quinta-feira passada, ele teve dificuldade para se expressar e disse que vinha sofrendo de soluços há uma semana.

Relatório de Ricardo Brito; Gram Slatery, Point Pedro Fonseka e Gabriel Starcarter Relatório Adicional; Escrito por Gabriel Starcarter; Edição de Stephen Eisenhammer, Jonathan Odyssey e Peter Cooney

Nossos padrões: Princípios da Fundação Thomson Reuters.