Novembro 28, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

Alison, do futebol brasileiro, marcou meio século e muitos mais sonhos

O goleiro Alison disse na sexta-feira que tornar-se o primeiro time sul-americano do Catar a se classificar para a Copa do Mundo daria ao Brasil tempo para se preparar, mas isso não mudaria a forma como encarará o torneio até o início de novembro de 2022. O goleiro do Liverpool fez sua 50ª internacionalização por 1 a 0 no Brasil contra a Colômbia em São Paulo, mantendo a invencibilidade nas eliminatórias.

“É muito gratificante, o primeiro golo que tivemos (para a qualificação)”, disse Alison. “Fizemos uma grande campanha, classificamo-nos antes do tempo e é muito especial para mim fazê-lo aos 50 anos. Em forma.” “Quaisquer que sejam as mudanças, nós merecemos, mas todos os jogos serão iguais no espírito da Copa do Mundo.”

“É um palco”, acrescentou. “Quanto mais cedo você se classificar, melhor, o treinador se prepara melhor e todos podem ter uma chance. Mas não vamos mudar o que fazemos. O próximo jogo é sempre muito importante. A queda derrotou a Copa América.

“Enfrentar a Argentina é sempre importante e especial”, disse Liverpool Stopper. “É verdade, eles venceram a Copa América pela última vez”, disse ele. “Embora eu ache que merecemos, só há um vencedor no futebol. Esta é uma oportunidade para mostrarmos o que podemos fazer.

O zagueiro do Real Madrid também jogará sem o capitão do Brasil, Casimiro, na partida de terça-feira em San Juan, já que ele foi um dos sete jogadores que marcou em um jogo com 44 erros.

(Esta história não foi editada pela equipe Dev Discourse e foi gerada automaticamente a partir do Syndicated Feed.)