Setembro 16, 2021

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

A polícia descobriu fósseis de répteis voadores excepcionais do Brasil

Dupontactylus navigans (representação artística). Crédito: Victor Beckary

O esqueleto completo apresenta todo o corpo do navegador DuPontactylus à primeira vista.

De acordo com um estudo publicado na edição de 25 de agosto de 2021 da revista Open Access, um fóssil obtido durante uma busca policial se tornou um dos répteis voadores mais bem protegidos já encontrados. BLOSE One Por Victor Beckari e colegas da Universidade de São Paulo.

Tabjarits (um dos primeiros Cretáceo Um subgrupo de répteis voadores (chamados de esterossores) é conhecido por suas enormes cristas e abundância no registro fóssil brasileiro, mas a maioria dos fósseis de tênia brasileira preserva apenas restos parciais. Nesse estudo, os pesquisadores descrevem um modelo excepcional de tabzarita que cobre quase todo o corpo, muitas vezes intacto e com resquícios de tecido mole com ossos, que é o mais completo esqueleto de tapjarita já encontrado no Brasil.

Este fóssil pertence ao gênero Dupontactylus navigans, Tem uma história dramática. Está preservado em seis camadas de calcário de corte quadrado apreendidas durante uma busca policial no porto de Santos, em São Paulo. Hoje é um dos acervos da Universidade de São Paulo, onde os pesquisadores puderam remontar as lajes e examinar todo o fóssil, até mesmo em CD revelando ossos escondidos dentro da pedra. Esta é a primeira vez que os super-humanos lêem mais do que o crânio desta espécie.

Amostra de Tupandactylus serrata

Tupandactylus navigans GP / 2E 9266. Foto do modelo (A); Modelo 3D do modelo (B). Abreviaturas: Attax, Atlas-Print Complex; cav, vértebras caudais; CV, vértebras cervicais; d4, dígito quatro; dc, crista dentária; Pomba, vértebras dorsais; f, fémur; Hu, humorístico; In, Iliam; isc, ísquio; Ma, Manus; MC, Metacarpal; naof, fenestra nasoantorbital; Não, tabelião; p, púbis; pe, pes; PMC, crista pré-maxilar; pt, esteróide; Taxa, raio; Meias, espinhas sacrais; sc, escapulocoracóide; spmp, processo ósseo supra-pré-maxilar; St, esterno; Alcatrão, dorsais; tf, tibiofibula; Ul, ulna. Escala = 50 mm. Crédito: Victor Beckery

A interpretação afirma que esta espécie tem um estilo de vida terrestre devido ao seu pescoço longo e às proporções de seus membros e sua grande crista da cabeça que afeta negativamente o vôo de longa distância. Porém, esse modelo possui todas as adaptações necessárias para uma aeronave propelida, como a área de âncora muscular desenvolvida no cartório e os ossos do braço. Este modelo tem uma crista anormalmente grande em sua bochecha, que já faz parte da impressionante decoração do crânio. Como todos esses fatores contribuíram para o desempenho de vôo e estilo de vida desses animais será um assunto de pesquisas futuras, e muitas perguntas podem ser respondidas examinando este fóssil excepcional.

READ  Brasil x Chile: transmissão ao vivo trimestral da Copa América, canal de TV, como assistir online, notícias, controvérsias, horário

Os autores acrescentam: “Descrevemos a mais completa tapeçaria fóssil do Brasil, um esqueleto um tanto exposto Dupontactylus navigans Com proteção de tecidos moles. Este modelo traz novos insights sobre a anatomia deste animal e suas barreiras para voar, discutindo sobre a ecologia da alimentação da paisagem.

Nota: “A osteoartrite do esqueleto tabjarídeo, excepcionalmente bem preservado do Brasil: Victor Beckari, Felipe Lima Pinheiro, Evan Nunes, Luis Eduardo Aneli, Octavio Mates e Fabiana Rodriguez 20, Ghost BLOSE One.
DOI: 10.1371 / Journal.pone.0254789

Financiamento: O FLP é apoiado por bolsas do Conselho Nacional para o Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia (Processo CNPq nº 407969 / 2016-0, 305758 / 2017-9) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (Processo FAPERGS nº. 16 / 2551-0000271-1). Apoiado por doações da OM Geo Biotech-Geo Biosciences, Geo Technologies e Geo Engineering Novo [GeoBioCiências, GeoTecnologias e GeoEngenharias]Fornece UIDB / 04035/2020 pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. O FRC conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) (Parecer nº 421772 / 2018-2).