Agosto 16, 2022

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

À medida que a safra se expande, a BSBios deve construir a primeira usina de etanol de trigo em grande escala do Brasil

SÃO PAULO, 14 Jul (Reuters) – A maior fabricante de biocombustíveis do Brasil, BSBios, construirá a primeira grande instalação do país para produzir etanol usando trigo, disse seu presidente-executivo, em meio a um debate global sobre priorizar a oferta de alimentos, não reduzi-la. Sobre a produção de combustível.

Embora as usinas de etanol à base de trigo sejam comuns na Europa e no Canadá, a maior parte da produção brasileira vem da cana-de-açúcar e, mais recentemente, do milho.

O CEO Erasmo Battistella disse à Reuters em entrevista na quarta-feira que o projeto BSBios destacou sua esperança de que os agricultores expandam a área plantada e a produção de trigo, reduzam a dependência das importações e criem um mercado doméstico ainda maior para o grão.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

A previsão é de que o Brasil produza um recorde de 9 milhões de toneladas da safra este ano, com os agricultores plantando a maior área plantada em 32 anos.

A unidade da BSBios estará operacional no segundo semestre de 2024 no Rio Grande do Sul, estado mais meridional do Brasil e maior produtor de trigo do país.

Produzirá 111 milhões de litros (29,3 milhões de galões) de etanol na primeira fase do projeto.

Battistella observou que sua fábrica aumentará os produtos alimentícios, pois também venderá grãos secos de destilaria, subproduto da produção de etanol usado como ração animal.

“Ninguém quer olhar para nossa empresa e dizer: você está tirando nosso pão de cada dia da mesa!” ele disse. “Quero que eles digam: você está ajudando a aumentar a oferta de carne, leite e ovos e tornando os alimentos acessíveis com este programa.”

READ  Virgil von Dijk compara o goleiro Guyom Kelleher do Liverpool a uma lenda brasileira

O governo também conta com pesquisas para cultivar “trigo tropical” no bioma Cerrado brasileiro, considerado uma nova fronteira da lavoura de trigo.

As plantas precisam ser adaptadas ao clima quente e seco do Cerrado, e a meta do governo é cultivar trigo lá para tornar o país sul-americano autossuficiente em trigo em 10 anos.

A produção de trigo no Brasil aumentou cinco vezes desde a década de 1970, para cerca de 3.000 kg por hectare, de acordo com o instituto de pesquisa agrícola Mbraba.

Além disso, o Brasil recentemente começou a testar trigo geneticamente modificado resistente à seca no Cerrado com a Argentina. consulte Mais informação

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado ao Reuters.com

Reportagem de Ana Mano Edição de Marguerita Choi

Nossos padrões: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.