Maio 20, 2024

FVO Site

Encontre as últimas notícias do mundo de todos os cantos do globo no site FVO, sua fonte online para cobertura de notícias internacionais.

A convocação do Brasil finalmente dá a Andreas Pereira a oportunidade de realizar um sonho

A convocação do Brasil finalmente dá a Andreas Pereira a oportunidade de realizar um sonho

Para Andreas Pereira só pode ser o Brasil.

O jovem de 28 anos nasceu e cresceu em Tuffel, um subúrbio de Antuérpia, na Bélgica, e a oportunidade de representar o seu país natal está sempre aberta. Ele jogou pelas seleções juvenis da Bélgica na categoria Sub-17, mas teve a chance de trocar de aliança, mesmo tendo jogado pela seleção principal do Brasil. Sua única internacionalização pelo Brasil foi um amistoso contra El Salvador em 2018, então a porta continua aberta para uma mudança de bandeira.

Assim como na temporada passada, o então técnico da Bélgica, Roberto Martinez, perguntou se Pereira aceitaria a convocação – mas seu sonho sempre foi voltar a jogar pela Seleção. Seu pai, Marcos Pereira, foi um jogador de futebol brasileiro que se mudou para a Bélgica para construir carreira, mas a família voltava todos os anos à sua terra natal para visitar parentes na cidade de Llandarina, no estado do Paraná. Pereira cresceu sob a influência de Marcos e idolatrava Romário. Seus dois cães têm o nome dos famosos internacionais brasileiros Zico e Cafu.

Posso ter representado a Bélgica, mas o Brasil está no meu coração”, disse ele, falando após a vitória do Fulham por 3 a 0 sobre o Brighton. “Meus pais são brasileiros. Toda a minha família é brasileira.

É por isso que sua última ligação, recebida na semana passada, significa para ele um “sonho de infância”. Entrevista com a emissora brasileira Globo no mês passado. “É muito importante”, disse ele. “Tenho que agradecer a todos no Fulham, aos jogadores, ao treinador, porque sem eles eu não estaria aqui.


Pereira joga pela Brasil na final da Copa do Mundo Sub-20 de 2015 (Hannah Peters/Getty Images)

Pereira teve que trabalhar para chamar a atenção do brasileiro.

Ele jogou pelo Brasil a caminho da final da Copa do Mundo Sub-20 de 2015, na Nova Zelândia. Ele marcou o gol de empate de seu time para a Sérvia vencer apenas na prorrogação.

READ  Brasil tem o AirPods Pro 2 mais caro do mundo

Ao ser selecionado na categoria sênior em 2018, ele se tornou o primeiro brasileiro nascido fora do país a representar o time em mais de um século. “Se você tem qualidade, pode ser convidado”, disse ele. “Jogamos na Premier League, a melhor liga do mundo, por isso eles conhecem e querem os melhores jogadores.”

Essa primeira convocação continuou durante os períodos de empréstimo ao Granada e ao Manchester United em Valência, na La Liga, durante a temporada 2017-18, mas esse envolvimento regular como sênior foi raro no início de sua carreira.

Houve momentos em que um jogador que ingressou no United aos 15 anos parecia prestes a se destacar, principalmente sob o comando de Ole Gunnar Solskjaer em 2018-19, mas a cada falso amanhecer o sonho do Brasil parecia desaparecer.

Um empréstimo de esteira em quatro clubes no total o levará até agora.

Foi só depois de jogar no Brasil que a onda começou a explodir. Pelo Flamengo, em 2021-22, ele mostrou seus talentos mais perto do público brasileiro, e foi aqui, no Rio de Janeiro, que trabalhou com Torival Junior, técnico indicado pelo Brasil em janeiro. Dorival visitou o campo de treinamento do Fulham, Mottspur Park, na semana passada.

“Ele foi meu treinador durante três meses antes de eu chegar aqui no Flamengo, então isso ajudou muito”, disse Pereira. “Ele me conhece como pessoa e minhas qualidades.

“Ele falou conosco durante o treinamento. Ele nos disse que deveríamos estar prontos e que ele estava cuidando de nós e isso nos deu um pouco mais de noção de que era possível.


Dorival Jr. foi recrutado pelo Brasil em janeiro (Wagner Meyer/Getty Images)

O Flamengo impressionou Pereira e ele quer ficar, talvez para reparar um erro que custou ao seu time a Copa Libertadores de 2022 – Taverson ajudou o Palmeras a fazer o gol da vitória na prorrogação. Jogando constantemente no meio-campo, arruinou um período encorajador de empréstimo. No entanto, o Flamengo não tinha recursos para tornar a mudança definitiva.

READ  Federação de Libra toma a decisão final de investimento no FPSO Moro-4 na frente do sal brasileiro

Ele precisou de pouca persuasão para se juntar ao técnico Marco Silva no Fulham, mas deixar a rede de segurança fornecida pelo United com eles foi um ponto de viragem em sua carreira.

Sob o comando de Silva, Pereira produziu algumas de suas melhores produções ofensivas.

De acordo com FBref, Pereira realizou mais ações de criação de chutes a cada 90 minutos nesta temporada (4,4) do que em qualquer momento de sua carreira. Ele mostrou que pode continuar se destacando na primeira divisão do futebol inglês e garantiu que o destaque global da liga não fosse esquecido no Brasil.

“(A convocação) confirma que a melhor coisa que fiz na minha carreira foi vir para o Fulham, jogar aqui e tentar colocar as minhas qualidades na equipa”, disse Pereira. “Estou muito feliz que tudo esteja dando certo.”

Pereira foi titular em todas as partidas da temporada passada, começando em maio contra o Manchester City. Ele precisou de uma cirurgia, mas pulou as férias de verão para voltar à forma e voltou para o primeiro jogo da temporada.

Ele não chamou a atenção este ano, como evidenciado pela oportunidade de ouro contra o Brighton & Hove Albion no sábado. No ano passado, ele teve 10 gols (quatro gols e seis assistências) em 33 jogos, mas nesta temporada, ele tem seis gols em 27 jogos. Jogando mais pelo lado direito do meio-campo do que pelo esquerdo, sua função mudou.

Ele tem sido um dos primeiros nomes na ficha do time de Silva e isso tem a ver com seu ritmo de trabalho com a bola. Ele lidera a imprensa do time.

“Da forma como estamos configurados, não é fácil ser o meio-campista mais próximo do atacante, dando início à organização”, disse o técnico principal na semana passada. “De todos os nossos meio-campistas, Andreas é o único que consegue desempenhar bem essa função.

READ  A final masculina do GLOBL JAM enfrentará Brasil, Canadá ou EUA

“Começamos com o 4-3-3 e depois pressionamos para o 4-4-2. É completamente diferente da bola. Andreas entende. Ele é muito inteligente, fica próximo do atacante e se transforma em terceiro meio-campista quando eles quebram a pressão. Ele tem potencial para fazer isso, então mesmo que não esteja no seu melhor, mantenha-o em campo.

Pereira participou de todas as partidas do Fulham nesta temporada e esteve no centro de sua produção criativa, que demorou para ser reformulada desde a saída de Aleksandar Mitrovic. Ele criou mais chances (67; 27 a mais do que qualquer outro jogador da equipe) e é fundamental nas bolas paradas. Nenhum jogador marcou mais escanteios na Premier League nesta temporada do que Pereira. “Que euIsso é muito importante para nós”, disse Silva.

Tudo isso obrigou o Brasil a abrir novamente as portas para Pereira.

A seleção nacional tenta se recuperar após um péssimo início de eliminatórias para a Copa do Mundo e uma mudança de técnico. Eles estão bem abastecidos em posições de meio-campo defensivo, mas procuram jogadores que consigam unir meio-campo e ataque, principalmente na ausência de Neymar. Eles têm Lucas Paquetá, que está florescendo no West Ham, mas as opções não são muitas.

Os próximos amistosos contra Espanha e Inglaterra dão a Pereira a chance de se classificar para a Copa América deste verão. Depois de muito esperar pela ligação, ele agora tem a chance de realizar seu sonho.

“É isso que eu quero (chegar à Copa)”, disse ele. “Espero fazer o meu trabalho aqui no Fulham com a seleção nacional e ser convocado novamente.

“O mais importante é se preparar e vencer. Nós somos o Brasil – queremos ganhar tudo.

(Imagem superior: Mike Hewitt/Getty Images)